MotoGP, 2020: Técnica nos treinos de Misano, a Aprilia

Por a 26 Junho 2020 15:00

A Aprilia e KTM, marcas concessionadas, puderam continuar a trabalhar nos motores antes do congelamento anunciado para 29 de Junho. A empresa de Noale procura principalmente reforçar a fiabilidade do seu novo motor, mas com um olho também no chassis e aerodinâmica.

O motor é agora um V4 de 90 graus em vez de 75 graus e ainda mais potente: Romano Albesiano afirma ter ganho entre 30 a 40 cavalos! Mas não é tudo: o quadro da moto é diferente. O problema com a Aprilia não era que fosse uma má moto, mas apenas que não funcionava bem em todas as áreas. As alterações no chassis tornaram-na mais estável na travagem, uma das maiores fragilidades da temporada de 2019.

Espargaró disse que se sente muito mais seguro a travar tarde para curvas apertadas no novo protótipo RS-GP do que na versão anterior, e os tempos da pré-época confirma isso mesmo, colocando o Catalão algures  no Top 5!

Vejamos então como a moto de 2020 evoluiu. A filosofia Aprilia ainda está bastante presente. Sim, a moto é completamente diferente, mas ainda usa um motor V4 e um quadro de dupla viga de alumínio. O quadro é diferente, e o braço oscilante perdeu o orifício lateral e é agora uma peça de chapa completa de cada lado. A Aprilia trabalhou cuidadosamente na aerodinâmica, não só para as entradas de ar, mas também para maximizar a carga aerodinâmica de todo o conjunto.

Aleix só elogiou a nova moto

 

A equipa de Noale contratou um antigo aerodinâmico da Ferrari e podemos ver imediatamente os resultados. A carenagem é quase uma asa colocada transversalmente na parte da frente da moto, a lembrar, justamente, um Fórmula 1.

E está a funcionar bem: Aleix Espargaró disse que, apesar do aumento da potência, a mota é mais estável e é mais fácil dar gás à saída de curvas. Adicionalmente, a Aprilia tem a opção de dois motores, um mais potente e outro um pouco menos, mas que Aleix considerou muito mais fácil de explorar e portanto, em última análise permitindo rodar mais rápido.

Ocupados em testar estas novidades o desempenho é secundário neste momento, fazendo com que a KTM liderasse a tabela de tempos neste mais recente teste. Mas também é verdade que o circuito de Misano não é ideal para a RS-GP.

Em Jerez e durante toda a temporada de MotoGP, se necessário, será Bradley Smith a substituir Andrea Iannone, mas a Aprilia ainda aguarda a decisão do TAS e reafirma a sua confiança em Ianonne. No entanto, como um possível substituto se a suspensão for confirmada, Aleix Espargaró já sugeriu, aparentemente, o nome de Cal Crutchlow.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png