MotoGP 2020, Brno: Márquez fora, substituído por Bradl

Por a 4 Agosto 2020 11:30

 

Marc Márquez, da Honda Repsol Team, foi submetido a uma segunda operação na segunda-feira, dia 3 de Agosto, depois de a placa de titânio utilizada para reparar o úmero direito ter sofrido danos devido à acumulação de stress.

O Dr. Xavier Mir e a sua equipa no Hospital Universitari Dexeus substituíram com sucesso a placa de titânio, mas Marc Márquez vai agora saltar o GP da Checa e será substituído pelo Alemão Stefan Bradl.

Dr. Xavier Mir (Especialista em Traumatologia de MotoGP) explicou:

“Marc Márquez foi submetido a uma cirurgia há 13 dias e hoje regressou à sala de cirurgia. A primeira operação foi bem sucedida, o que não se esperava era que a placa fosse insuficiente. Uma acumulação de stress na área operada fez com que a placa de titânio sofresse alguns danos, pelo que foi removida e substituída por uma nova fixação…”

Marc já se entregava de novo a fisioterapia quando de descobriram os danos à placa inserida no úmero

Porém, de acordo com o regulamento, a Honda Repsol não pode falhar 2 Grandes Prémios consecutivos e tem de competir no GP de Brno, portanto, um regresso de Stefan Bradl acaba de ser anunciado

Depois de Marc Márquez ter partido o braço no GP de Espanha, o Bávaro de 30 anos não foi sugerido como piloto substituto pela HRC e pela Honda Repsol porque o campeão do mundo ainda queria pilotar no sábado e fê-lo nos TL3 e 4 e porque o piloto de testes da HRC não se sentava na Honda RC213V há cinco meses e meio.

Bradl não tinha sido convocado para o Teste do Qatar de 22 a 24 de Fevereiro, e pela altura do teste de Jerez de 18 a 20 de Março, foi vítima da crise do Covid-19 e do bloqueio espanhol.

Mas agora, Bradl já treinou em Hockenheim com a nova Honda Superbike CBR1000RR-R, e depois em 15 e 16 de Julho no Sachsenring e outra vez em 22 de Julho com uma Honda do campeonato Alemão de Superbike IDM em Oschersleben.

A Honda Repsol levou em conta que se Marc Márquez sentiu dores após a primeira operação na pista plana de Jerez, nos montes e vales de Brno, com as rápidas mudanças de direção, um retorno seria quase impossível.

A Honda Repsol irá, portanto, fazer Márquez saltar o GP da República Checa e depois deixá-lo lutar por pontos novamente em Spielberg a 16 e 23 de Agosto. Nesse caso, a estrela da Honda teria pelo menos dez dias completos para recuperar do rescaldo da segunda operação.

Stefan Bradl, que já esperava uma chamada, comentou:

“Em primeiro lugar, quero desejar ao Marc uma rápida recuperação, o que ele fez em Jerez foi incrível e mostrou que tem o verdadeiro espírito de um campeão. Estou ansioso por voltar a andar na Honda RC213V, que devido à pandemia global não conseguimos testar como normalmente faríamos, por isso, vai demorar algum tempo a adaptar-me à moto e ao MotoGP outra vez, mas já andei numa Superbike algumas vezes, por isso sei que a minha forma física está boa. É um desafio que estou ansioso, competir com a Honda Repsol é sempre uma grande honra e tenho o prazer de ajudar a Honda. Vamos ver como vai correr o fim de semana.”

 

 

 

 

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x