MotoGP, Valencia: As estatísticas por trás da brilhante carreira de Lorenzo

Por a 14 Novembro 2019 18:35

Depois de anunciar que vai se aposentar do MotoGP em Valência, veja algumas das estatísticas por trás de um dos maiores nomes do desporto: o cinco vezes campeão mundial Jorge Lorenzo.

– No GP do Japão de 2019, Jorge Lorenzo alinhou no seu 200º Grande Prémio na classe rainha, tornando-se o sétimo piloto a alcançar o marco na classe e o segundo piloto espanhol, juntamente com Dani Pedrosa.

– Com 32 anos e 169 dias no dia da corrida em Motegi em 2019, Lorenzo tornou-se o piloto mais jovem a alcançar o marco de 200 largadas na classe rainha, conquistando o recorde de Dani Pedrosa, que tinha 32 anos e 170 dias no GP do Qatar  de 2018 .

– Lorenzo (47) é o segundo piloto espanhol com mais vitórias em GP na categoria rainha, atrás de Márquez (55).

– Lorenzo (20 anos, 345 dias) é o terceiro piloto mais jovem a vencer em três classes de Grand Prix, atrás de Marc Márquez (20 anos 63 dias) e Pedrosa (20 anos 227 dias).

– Além disso, aos 20 anos, 345 dias, Lorenzo ocupa o sexto lugar na lista dos pilotos mais jovens a vencer na categoria rainha, atrás de Randy Mamola (20 anos 239 dias).

– Lorenzo (18 anos, 326 dias) é o quarto piloto mais jovem a vencer na categoria intermédia em Espanha, 2006, a caminho de se tornar o segundo piloto mais jovem a conquistar o título da classe intermédia (19 anos e 178 dias) atrás de Pedrosa (19 anos e 18 dias).

– Lorenzo é o piloto mais jovem a iniciar uma corrida de GP, com 15 anos e 1 dia de idade em Jerez, em 2002.

– Com cinco títulos mundiais (2 x 250cc, 3 x MotoGP), Lorenzo é o terceiro piloto espanhol com mais vitórias no campeonato da história dos Grand Prix, atrás de Márquez (8) e Angel Nieto (12 + 1).

Lorenzo no Estoril em 2009

– Desde 2008, Lorenzo foi vice-campeão em três ocasiões (2009, 2011, 2013) e terminou entre os três primeiros em oito ocasiões (de 2009 a 2016), enquanto o seu melhor foi em 2010, quando ganhou o título de MotoGP com 383 pontos (nove vitórias, 16 pódios e sete poles).

– Em 2010, Lorenzo tornou-se no segundo piloto espanhol a conquistar o título mundial da classe rainha depois de Alex Criville (1999 em 500cc).

– Em Mugello, 2018, Lorenzo tornou-se o segundo piloto da história dos Grand Prix a vencer em Yamaha e Ducati, juntamente com Loris Capirossi.

– Lorenzo levou 24 corridas para vencer com a Ducati. Apenas dois pilotos fizeram menos corridas para chegar ao topo do pódio com a fábrica de Bolonha: Capirossi (6) e Casey Stoner (1).

– A vitória de Lorenzo em Mugello em 2018 foi a 25ª vez de suas 47 vitórias na classe rainha em que ele venceu após liderar todas as voltas, pela quinta vez em Mugello (2012, 2013, 2015, 2016 e 2018).

A época Ducati foi outra fase dura para Lorenzo

– Em Barcelona, ​​2018, Lorenzo tornou-se o quarto piloto a alcançar o marco de 150 pódios em Grandes Prémios, juntamente com Valentino Rossi, Giacomo Agostini e Pedrosa. Ele foi o segundo piloto espanhol a fazê-lo.

– Áustria 2018 foi a primeira vitória de Lorenzo no Red Bull Ring, que é o 17º circuito diferente em que ele venceu pelo menos uma vez na classe rainha.

– A vitória de Lorenzo na Áustria em 2018 foi a 29ª vez das suas 47 vitórias na classe rainha em que ele não venceu a partir da pole.

– Em Barcelona, ​​2018, Lorenzo tornou-se o oitavo piloto a classificar-se na pole com motos de dois fabricantes diferentes na classe MotoGP desde 2002. Outros a conseguir isso foram Rossi, Andrea Dovizioso, Stoner, Max Biaggi, Sete Gibernau e Aleix Espargaró.

– Em 2015, Lorenzo tornou-se no terceiro piloto a conquistar o título da categoria rainha na corrida final do ano, com um défice de pontos, juntamente com Wayne Rainey (1992) e Nicky Hayden (2006).

 

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x