MotoGP, Teruel: Alex Márquez “aprendeu a entender a Honda com o irmão Marc”

Por a 21 Outubro 2020 16:00

Alex Márquez falou da sua recente subida de forma no MotoGP, explicando que compreendeu como guiar a Honda graças aos conselhos do ser irmão Marc

O piloto de Cervera diz que, para se ser um piloto completo em MotoGP tem que se ser forte em todas as áreas, travagem, velocidade em curva e aceleração e não relaxar um único momento, porque se perde imediatamente um segundo por volta:

“Interessa-me fazer bem o trabalho, mas ao mesmo tempo divertir-me…

Mesmo assim nas últimas duas voltas em Aragón cometi um par de erros, na primeira e na última curva perdi terreno para o Rins mas tentei alcançá-lo até à última.

Tendo feito um pódio em Le Mans, isso já estava fora do meu pensamento, tentei esquecer-me de tudo e fiquei espantado com conseguir ser tão rápido..

Quando vi que o Viñales estava em dificuldades, pensei mesmo que teria uma hipótese de chegar à vitória…

A gestão dos pneus é fundamental e sabia que ia ter qualquer coisa a mais na fase final, mas o Rins foi muito inteligente no início da corrida.

É difícil concorrer contra a fama do meu irmão, mas gosto de o ter ao meu lado porque aprendi tanto com ele, é certo que quando as coisas não correm bem, há muita gente que aponta logo as diferenças, mas eu não me importo.

Não o ter em pista não tem nada de positivo, decerto que com ele há mais pressão, porque é preciso fazer resultados, mas por outro lado ele é um piloto que leva a moto ao limite e mostra-nos o caminho a seguir… Quando há problemas, podemos olhar para o que ele faz e perceber se o problema é o piloto ou a moto!”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x