MotoGP, Marc Marquez (1º): “Ainda não estou pronto para a distância de corrida”

Por a 24 Setembro 2022 12:09

Marc Márquez não quer erguer demasiadas expectativas depois da sua primeira pole position em três anos na corrida caseira da Honda, mas reconhece funcionar como “um impulso muito importante”.

Passam 1071 dias e um total de quatro operações ao braço direito desde a pole-position do piloto de Cervera no GP do Japão em 2019. “Claro que estou muito feliz por voltar à pole“, reconheceu. “Mas é apenas  uma pole, uma pole no molhado, mas com a história e a situação em que estamos com a equipa e a Honda, este resultado é uma notícia muito boa para nós. Precisamos destas pequenas conquistas, destes pequenos impulsos de motivação… precisávamos disso”, disse hoje o hexacampeão mundial de MotoGP na conferência de imprensa após a qualificação, para em seguida aprofundar…

“É um impulso muito importante, especialmente para 2023, não para agora”, afirmou Marc. “Quando passamos por uma situação difícil, de uma semana ou um mês passa bem, mas quando a situação se vai arrastando por muitos meses, é fácil relaxar em qualquer coisa. Então é muito importante para mim, mas também para a equipa e todos os funcionários no Japão”, disse Marc Marquez que durante a semana fez uma ‘visita de motivação’ ao HRC em Tóquio.

“É verdade que foi uma pole em piso molhado, mas precisamos destes resultados. Espero e vou tentar repeti-lo no seco também. Mas não estamos prontos para isso no momento. Ainda não estou onde quero estar.  Amanhã será uma história diferente, mas foi assim hoje – e temos que estar felizes com este resultado”, resumiu o #93 da Repsol Honda.

E será que Márquez vai apontar ao pódio no domingo?

“Ainda não estou pronto para ser consistente em toda a corrida. No domingo voltaremos ao nosso lugar natural onde nos encontramos neste momento. Claro que gostaria de estar na frente, claro que gostaria de lutar pelo pódio, claro que gostaria de lutar pelos cinco primeiros lugares. Mas ainda não chegou a hora disso. No entanto, se tiver uma pequena chance, tentarei. Porque sou assim e o meu carácter não mudou desde que entrei no MotoGP.”

Marc Marquez espera uma corrida muito longa amanhã, porque considera difícil ser  consistente em Motegi e atacar em todas as voltas. “Primeiro temos que esperar e ver o tempo, depois os pneus, porque há alguns pontos de interrogação, e depois vamos tentar começar bem. Pilotos rápidos, é claro, vão nos ultrapassar. O mais importante é encontrar nosso lugar e tentar fazer uma corrida consistente.”

“Os meus adversários não entenderam como eu pilotei rápido na sexta-feira. É verdade que estou com a velocidade certa, mas ainda não estou pronto para 24 voltas, percebi na sexta que não estou pronto para atacar em todas as voltas e que tenho de manter a calma. Em Aragão consegui rodar como queria e manter a consistência. Mas aqui não posso usar toda a minha energia nas primeiras voltas.” Concluiu o piloto espanhol de 29 anos que soma um currículo invejável no campeonato do mundo, com seis títulos no MotoGP e mais dois, respetivamente na Moto2 e nas antigas GP 125.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x