MotoGP – Carmelo Ezpeleta: “Proibir as ‘grid girls’ seria descriminar as mulheres”

Por a 1 Fevereiro 2018 15:51

Ontem uma das notícias do dia no desporto motorizado foi o facto das conhecidas meninas da grelha de partida terem sido proibidas nos Grandes Prémios de Fórmula 1 já a partir de 2018.

De acordo com a Liberty Media, a empresa que gera os destinos da F1, o pretexto para tal decisão é o facto da colocação das famosas meninas nas grelhas de partida já não se enquadrar nos valores da marca e ir contra as atuais normas sociais.

Apesar da Dorna, empresa que promove o Mundial de MotoGP, já ter vindo a público, através do seu diretor de comunicação, afirmar que a medida tomada na F1 não está nos seus planos, hoje foi a vez do responsável máximo da organização espanhola, Carmelo Ezpeleta, reforçar essa ideia.

“Em MotoGP não vamos regular nada. Vamos continuar a percorrer o caminho que temos vindo a seguir até aqui: cumprir as regras de cada país e respeitar os patrocinadores. Proibir as ‘grid girls’ seria um acto de descriminação contra as mulheres” sublinhou Ezpeleta em declarações produzidas à margem da presença na Gala da Federação de Espanha de Motociclismo.

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
joao Recent comment authors
recente antigo mais votado
joao
Membro
joao

Proibir as ‘grid girls’ seria um acto de descriminação contra as mulheres” ; correcto e conciso
Na F1 isto aconteceu, pois reflexo do presente comando americano onde está espelhada o ‘pró e falso
moralismo americano’ em que se dizem ter, sobretudo aquilo q não o são e não o praticam.

últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png