MotoGP, 2021: Teste Qatar, rescaldo: A Pramac por perto

Por a 13 Março 2021 14:00

Se a Ducati oficial dominou, as equipas satélite da marca de Bolonha tampouco deixaram os seus créditos por mãos alheias

“Equipa de topo, de primeira, gosto muito e sei que vamos melhorar, concentrados no presente para dar a energia certa!” Johann Zarco

Graças a Johann Zarco (Pramac Racing) e ao seu 1:53.899, a Ducati tem todos os seus pilotos não-estreantes dentro do top 10 antes da 1ª ronda. Consistentemente o piloto mais rápido através do radar, a alcançar um novo recorde não oficial de 357,69 km/h na quinta-feira, Zarco foi outro piloto que parecia feliz com o seu desempenho na geral.

O francês comentou na quinta-feira que tinha trabalhado muito em ritmo de corrida e tinha muitas coisas para experimentar, mas nem todas eram boas.

Não importa, tudo indica que Zarco vai ser um candidato ao pódio daqui a umas semanas.

O seu colega de equipa do Pramac, Jorge Martin, terminou o Teste do Qatar como o estreante mais rápido. O espanhol senta-se no 14º lugar graças ao seu 1:54.483, um tempo incrivelmente respeitável do graduado de Moto2 que está a apenas 1,3s do recorde não oficial de todos os tempos de Miller.

O campeão mundial de Moto2 Enea Bastianini (Avintia Esponsorama Racing) terminou a 0,022s atrás de Martin em 15º, com Luca Marini (SKY VR46 Avintia) a reclamar 21º a 1,839s de Miller.

Para o trio Ducati, a semana no Qatar tem sido largamente positiva, com muitas voltas completadas por todos: Martin marcou 159 voltas, Bastianini 178 e Marini 204.

Tudo terá sido uma curva de aprendizagem, já que o trio regressa agora à Europa, faz alguns trabalhos de casa e prepara-se para as suas estreias no fim-de -semana do Grande Prémio de MotoGP.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x