MotoGP 2021 Doha,Q2:Jorge Martin faz a sua primeira Pole. Oliveira sai de 12º

Por a 3 Abril 2021 19:11

Jorge Martín surpreendeu tudo e todos e conquistou a pole para o Grande Prémio de Doha no circuito de Losail, no Qatar. Foi a primeira pole da carreira em MotoGP com a Ducati da Pramac Racing. E uma volta conquistada no último momento possível.

Por Jorge Covas

A sessão começou com uma boa surpresa: foi Jorge Martín abriu as hostilidades, com duas voltas muito rápidas, a segunda das quais em 1:53.597. Fabio Quartararo na Yamaha esteve muito perto de o bater na primeira ida para a pista, mas falhou por apenas 0.017 segundos.

Maverick Viñales (Yamaha) veio com energia na sua segunda ida para a pista e tirou Martín do primeiro lugar por apenas 14 milésimas de segundo, e acabou por melhorar mais na sua última volta com um tempo de 1:53.267. Martín não se deixou desanimar e voltou a pressionar bastante, andando com a Ducati no limite. Ao mesmo tempo, Johann Zarco também vinha com a sua Ducati a andar bem, e fez um último setor fantástico para subir ao primeiro lugar, batendo Viñales por apenas quatro milésimas de segundo. Segundos depois… nova mudança, com Martín a resolver de uma vez por todas a questão, e o “rookie” espanhol assinou uma volta em 1:53.106. Um tempo extraordinário, tendo em conta as condições da pista durante o dia de hoje.

Martín estava nas nuvens e o aplauso da equipa foi inteiramente merecido.

Johann Zarco ficou com o 2º melhor tempo, num bom esforço com a sua Ducati, e está em boa posição para fazer um bom resultado. Duas Ducati nos dois primeiros lugares, com Maverick Viñales em 3º na Yamaha, ele que vai tentar repetir a vitória da semana passada.

Jack Miller ficou no 4º lugar na Ducati oficial, mas não estava muito satisfeito com o seu esforço. Seguiu-se a outra Yamaha oficial de Fabio Quartararo, com o 5º lugar, e a Ducati oficial de Francesco Bagnaia. Desta vez qualificou-se em 6º, uma história bem diferente da semana passada, quando assinou a pole.

Aleix Espargaró foi 7º na Aprilia, batendo as Suzuki de Àlex Rins e do Campeão do Mundo em título, Joan Mir, que foi o mais rápido na Q1, mas o desempenho das Suzuki em qualificação foi o que se esperava. Veremos se a forma como usam os pneus na corrida os vai ajudar, mais uma vez.

Franco Morbidelli foi 10º com a Yamaha da SRT, ele que teve problemas nos treinos, mas não impressionou na qualificação, na frente da melhor Honda, a de Stefan Bradl, em 11º, isto apesar de sofrer uma queda na FP4.

Miguel Oliveira qualificou-se no 12º lugar. Ele conseguiu qualificar-se da Q1 para a Q2 com uma boa volta nos últimos segundos da sessão, mas não deverá ficar muito satisfeito com o seu tempo na Q2, com 1:55.096. Apesar dos problemas com o pneu dianteiro macio, Oliveira teve um desempenho melhor neste fim de semana até agora.

O primeiro dos pilotos eliminados na Q1 foi Luca Marini, que vai partir do 13º lugar, e foi uma boa volta do “rookie” da Ducati da Esponsorama Racing, que ficou fora da Q2 por apenas oito milésimas de segundo, num final de sessão extremamente renhido. Depois veio Àlex Márquez na Honda (14º), que conseguiu bater a Honda oficial de Pol Espargaró (15º), que teve dificuldades nesta sessão, ele que abortou a sua primeira ida para a pista, perdendo tempo valioso, deixando-o certamente desapontado. Logo a seguir, outra Honda, a de Takaaki Nakagami, o japonês também a ter uma sessão abaixo das expetativas, vai partir do 16º lugar. A Honda a ter muitas dificuldades.

Seguiram-se as KTM, com Danilo Petrucci em 17º, que teve um momento interessante quando chegou a estar nos lugares de qualificação, sendo batido antes do fim, mas conseguiu ser mais rápido que a KTM oficial de Brad Binder, que não foi além do 18º lugar.

Enea Bastianini (Ducati) qualificou-se no 19º lugar, Iker Lecuona (KTM) no 20º, ele que experimentou um pneu médio na frente, seguido por Valentino Rossi, muito abaixo do que seria de esperar. Esteve com um ritmo muito longe dos primeiros e não foi além do penúltimo lugar, seguido apenas pela Aprilia de Lorenzo Savadori.

Para amanhã, a gestão de pneus vai ser um dos pontos centrais para um bom resultado. Veremos se o vento continuará a causar dificuldades e a sujar a pista.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x