MotoGP, 2021, Áustria: A Ducati biposto está de volta, mas sem Mamola

Por a 18 Julho 2021 17:00

Randy Mamola passeou celebridades em torno das pistas de corrida durante anos como uma promoção da Ducati Marlboro

Do Príncipe Harry a Bernie Ecclestone, de Schumacher à fadista Marisa, VIPs vestidos a rigor experimentavam as emoções da MotoGP conduzidos pelo Californiano várias vezes vice-Campeão Mundial de 500.

Mamola participou no Campeonato Mundial de 500cc para equipas de fábrica como a Suzuki Heron, a Yamaha Lucky Strike, Honda Rothmans e Cagiva, e lutou contra todas as estrelas desde Roberts a Sheene, passando por Lawson e Rainey.

Depois disso, o californiano passeou VIPs numa Desmosedici especial de dois lugares durante anos em quase todos os Grandes Prémios e sempre gostou.

“Claro que, com a minha idade, às vezes preocupas-te“, admitiu Randy uma vez. “Mas depois de para entre Novembro e Fevereiro, com cinco voltas no Qatar para me habituar, os meus olhos começam a brilhar à terceira volta, o mais tardar. Porque gosto desta Desmosedici com toda a potência, com tecnologia de alto nível, e electrónica moderna”, relata ele. “E tenho ainda mais prazer quando posso inspirar os meus passageiros, sejam eles VIPs ou simplesmente convidados, não importa“.

A Ducati constrói uma nova moto de dois lugares todos os anos, mas os motores são da era Rossi de 2011 e 2012, eram mais volumosos, mas isso não importa com o chassis mais longo da Biposto.

Com a Miss Itália Cristina Chiabotto

Em 2020, o Covid cancelou a promoção, mas este ano está de volta. No entanto, já não vai ser Mamola, que tem agora 61 anos, mas Franco Battaini ou Fonsi Nieto a levar os VIPs.

No GP de Itália em Mugello, os convidados foram Mark Webber e Susie Wolff, entre outros. Mamola continua a apoiar a equipa com a sua experiência.

Num fim-de-semana de Grande Prémio, a dois lugares sai à pista na sexta-feira e no domingo para os convidados que compraram uma volta por 1.200 a 2.500 euros em ajuda do “Riders for Health”.

Aos passageiros é oferecida uma “volta de saída” e uma volta largada. O peso deve ser no máximo de 90 kg; a idade é limitada dos 18 aos 60 anos, mas há excepções para o passeio, que pode chegar aos 300 km/h.

“Quando levei Bernie Ecclestone em Portugal em 2001, ele já tinha 71 anos de idade”, recorda Randy.

Quando a notícia chegou do Estoril na altura, Ecclestone recebeu chamadas dos proprietários de equipas de Fórmula 1 Frank Williams e Flavio Briatore: “Bernie, por favor diz-nos que não estás a fazer isto. É uma ameaça à vida”!

E Randy disse depois: “Nunca transportei uma carga tão preciosa”. Ecclestone, após a aventura de 5 minutos, disse: “Inacreditável. Foi uma das experiências mais excitantes da minha vida. Especialmente porque o fiz em conjunto com Randy Mamola”.

No total, Randy Mamola transportou mais de 6.000 passageiros. Por vezes, eram 50 por dia. Para além de Ecclestone e Schumacher, as celebridades incluíram Keanu Reeves, os pilotos de Fórmula 1 Marc Gené e Martin Brundle, as estrelas das bicicletas Stuart O’Grady e Mark Cavendish, e bastantes estrelas de futebol… Em Portugal, recordamos Pedro Lamy, Rui Veloso, Marisa, Cristina Mohler e vários secretários de Estado…

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x