MotoGP, 2021: As expectativas de Mir, num ano sem Brívio

Por a 27 Fevereiro 2021 16:57

Joan Mir, Campeão do Mundo de MotoGP, afirma estar “calmo e confiante” após a saída do timoneiro da Suzuki Ecstar Davide Brivio, poucas semanas depois de ter conquistado o título de 2020.

O estimado líder da equipa Brivio guiou a Suzuki ao seu primeiro título de pilotos de MotoGP de categoria rainha desde 2000, juntamente com o título dos fabricantes, numa temporada compactada de 14 provas, dificultada por atrasos provocados pelo coronavírus. Brivio seguiu para um novo desafio na Fórmula 1 – aceitando o cargo de Director-desportivo da equipa Alpine/Renault de F1.

A pressão recai agora sobre os ombros da Suzuki e de Joan Mir para continuar a trajetória ascendente, a glória de um título não foi um acaso, tendo como pano de fundo as circunstâncias invulgares vividas. Contudo, se é difícil ganhar um título de MotoGP, ainda mais difícil será segui-lo com outro…

“É uma situação muito difícil porque Davide foi um ponto de referência para a equipa”, disse Mir à SkySports24. “Mas estou muito calmo. Tenho muita confiança, tenho a certeza que seremos capazes de fazer um bom trabalho, temos as pessoas que o podem fazer”.

“Agradeço muito o que Davide fez desde que se juntou à Suzuki; entrar no início com o projecto recém-criado e fazer crescer para se tornar uma equipa de topo. Com certeza que somos afetados pela sua partida, mas penso que não vamos perder o caminho sem ele, porque sempre olhámos para as coisas da mesma maneira e concordámos na direção a tomar. Temos também pessoal especializado para nos ajudar a gerir”.

“Confio plenamente na estrutura da equipa que temos e no resto das pessoas que ajudaram a construí-la… Estaremos mais unidos do que nunca porque todos amamos esta marca, esta equipa, e daremos 150% para continuar com os novos desafios da melhor maneira”.

Joan Mir mantém em 2021 o número 36 em vez do número 1 a que teria direito. “Tem um grande significado para mim e representa um trabalho árduo – até agora ganhei dois títulos do Campeonato Mundial com o meu 36, e o meu objetivo é ter a oportunidade de obter outra coroa no futuro!”

“Estou realmente ansioso por voltar a correr, vai ser outra época estranha em que teremos de lidar com o vírus, mas a forma como me preparo para uma época é sempre a mesma, de modo que é ‘business as usual’. Independentemente de quantas corridas vamos ter, estarei preparado. Agora sabemos como lidar com estes calendários e protocolos curtos e é o mesmo para todos. Espero que este ano as coisas possam voltar ao normal, mas tudo isto será ditado pelo Covid”.

Felizmente, ainda há áreas claras em que o próprio Mir pode melhorar. Conseguiu o título de MotoGP 2020 com apenas uma vitória, prova de que a consistência juntamente com uma estratégia forte é a base de um desafio ao título. Com a Suzuki a concentrar-se em melhorar o ritmo de qualificação depois de Mir ter ficado em nono lugar à partida durante quase todo o ano, a equipa tem objetivos claros… porque muito provavelmente não bastará confiar apenas na consistência para manter à distância um ávido grupo de candidatos ao trono.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x