MotoGP, 2021: 50.000 Euros angariados em nome de Fausto Gresini

Por a 1 Julho 2021 14:56

A família de Fausto Gresini, falecido em Fevereiro, atribui grande importância aos desejos e planos do bem sucedido dono da equipa de MotoGP homónima

Fausto Gresini perdeu a sua batalha contra uma infeção por Covid-19 a 23 de Fevereiro, com apenas 60 anos de idade.

Em memória do bicampeão mundial de 125cc, a Gresini Racing abriu uma conta de angariação de fundos em consulta com a sua família. O dinheiro angariado foi para o Hospital Maggiore em Bolonha, onde Fausto foi tratado durante quase dois meses.

“Fausto tinha manifestado a sua intenção durante a sua estadia hospitalar de fazer uma doação ao departamento para apoiar os médicos e enfermeiros… Era importante para os meus filhos e para mim conceder esse seu desejo”, salientou a viúva de Fausto, Nadia Padovani, que agradeceu a todos os médicos e pessoal da unidade de cuidados intensivos e aos muitos doadores em nome da família.

Ontem, quarta-feira, Padovani, que assumiu a direção da Gresini Racing com os seus filhos Luca e Lorenzo, entregou simbolicamente um cheque de 50.000 € ao serviço de ambulâncias de Bolonha.

Parte desta verba já foi utilizada para adquirir três simuladores e vários cursos para equipar uma sala de simulação completa com o nome de Fausto Gresini.

No futuro, as instalações oferecerão ao pessoal médico do hospital uma oportunidade valiosa de se preparar da melhor forma possível para o tratamento de pacientes em estado crítico.

Através de uma ligação vídeo do Hospital Maggiore, o funcionamento destes simuladores foi apresentado aos patrocinadores durante um pequeno evento realizado na sede da equipa. Nesta ocasião, o Dr. Nicola Cilloni, entre outros, teve palavras emotivas a dizer:

“O humanamente possível nem sempre é suficiente para salvar a vida de um paciente. Quando comecei a trabalhar no hospital, como jovem médico, ainda acreditava que o meu trabalho era salvar vidas. Mas ao longo dos anos, aprendi que o principal objetivo tinha de ser o cuidado: ouvir, chorar, brincar e assistir os doentes mesmo nos seus últimos momentos”, disse o responsável da unidade de Covid, médico assistente e amigo do falecido Fausto Gresini.

“Fausto, que era muito mais do que um paciente para mim, ou seja, também um amigo unido durante anos por uma paixão pelo MotoGP, ensinou-nos que para além da dor e do sofrimento havia uma equipa: a sua família, os seus empregados, os seus pilotos… Até ao seu último suspiro ele perguntou por eles e falou-nos deles”.

“Saber que eles queriam entregar-nos um sinal tangível do bem que ele deixou para trás ajuda-nos ao tentarmos ultrapassar o fracasso da medicina no caso de Fausto e de todos os pacientes que não conseguimos salvar durante esta pandemia”, concluiu Cilloni.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x