MotoGP, 2020, Teruel: “A pressão é mais nos pilotos de fábrica”, diz Fabio Quartararo

Por a 23 Outubro 2020 16:30

Fabio Quartararo, jovem estrela da Yamaha Petronas, vê os pilotos de fábrica Joan Mir, Maverick Viñales e Andrea Dovizioso, os seus adversários imediatos, sob pressão na corrida ao título de MotoGP

Fabio Quartararo saiu da pole para o 18º lugar no GP de Aragón no passado domingo e ao não pontuar, perdeu a liderança do Campeonato do Mundo para Joan Mir.
“Na corrida tive um problema com a pressão dos pneus, mas o nosso ritmo também não foi muito bom. Era bom o suficiente para lutar pelos cinco primeiros, mas não por um lugar no pódio ou uma vitória”, admitiu o francês de 21 anos em retrospetiva. Antes do GP de Teruel, porém, volta a estar animado: “Parece que encontrámos algo positivo para este fim de semana. Eu, certamente, quero lutar por um grande resultado.”
Os quatro primeiros da tabela do Campeonato do Mundo estão apenas a 15 pontos de distância, quatro corridas antes do final, e Quartararo está apenas a seis pontos do piloto da fábrica da Suzuki, Mir.
O piloto da Yamaha Petronas gosta do papel do caçador. “A pressão não era assim tão grande como líder do Mundial, porque ainda havia tantas corridas. Mas agora sou segundo e tenho três tipos à minha volta que são pilotos de fábrica. Portanto, a pressão não me atinge quando se trata do título. Sinto-me bem e talvez até um pouco libertado”, disse o triplo vencedor da temporada. “Sinto-me bem e acho que estamos numa ótima posição.”
Nas primeiras dez corridas da temporada encurtada de MotoGP de 2020, houve oito vencedores diferentes, inédito na história da classe rainha. Quinze pilotos já estiveram no pódio, e o equilíbrio de poder está em mudança constante. Talvez porque não haja uma referência sem o oito vezes campeão do mundo Marc Márquez em pista?
“Claro que, quando o Marc está, podemos ver como ele é forte. É a referência no Campeonato do Mundo. Mas acho que há muitas referências no momento. Não é que sejamos muito mais lentos do que no ano passado”, disse Quartararo. “Há muitos vencedores em condições diferentes. Todos os que estão aqui são muito fortes e muito rápidos. Com o novo pneu, é também mais equilibrado para todos. Acho que com o pneu velho algumas motas tinham aspetos positivos e outras tinham alguns aspetos negativos. É um Campeonato do Mundo estranho, mas do meu ponto de vista não é por o Marc não estar cá”, disse El Diablo.
0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x