MotoGP, 2020: Miguel Oliveira “sem pressão”, elogiado por Valentino Rossi

Por a 11 Setembro 2020 12:09

O vencedor de Spielberg, Miguel Oliveira, da KTM Red Bull Tech3, não sente pressão extra antes da dupla prova em Misano, apesar de palavras de louvor do veterano Valentino Rossi.

Miguel Oliveira arriscou tudo no Red Bull Ring e venceu na 900ª prova da classe rainha, sendo ao mesmo tempo, a primeira vitória dum português na MotoGP e para a equipa Tech3 de Hervé Poncharal.

A pausa de duas semanas deu tempo ao piloto da KTM para processar o sucesso: “Acho que é mais um ‘clique’ mental que uma vitória destas desencadeia. Estou obviamente totalmente motivado, claro. Também tirou um fardo dos ombros da equipa porque todos sentiam um pouco a tensão, porque já tínhamos mostrado grande potencial nas corridas, mas nunca o tínhamos realizado,  pelo menos não com o resultado que pensávamos estar ao nosso alcance. O facto de ter funcionado com uma vitória no final, não só com um pódio, foi fantástico.”

“Claro que todos em Portugal estão felizes por ter um vencedor em MotoGP. E foi fixe ter duas semanas de descanso para assentar tudo na minha cabeça e encontrar o foco para o que está por vir”, acrescentou Oliveira.

À espera das estrelas de MotoGP está um programa apertado: nove corridas em onze semanas, que iniciam com um duplo evento em Misano, nos dias 13 e 20 de setembro.

Além da Ducati, Aprilia e Suzuki, a KTM, incluindo Oliveira, já testaram no final de junho no traçado recém-asfaltado no Mar Adriático. “Não diria que é uma grande vantagem, mas fizemos os trabalhos de casa”, disse o piloto da Tech3 serenamente. “Aproveitámos as oportunidades que tivemos aqui, uma vez que além do teste em junho, a equipa de testes esteve aqui há duas semanas. Acho que o trabalho está feito. Agora vamos para o fim-de-semana da corrida. O asfalto pode estar um pouco diferente do de há três meses. Só temos de começar e estar preparados para os desafios.”

Ele próprio não vê o facto de as expectativas e, portanto, a pressão estarem a aumentar, sobretudo em casa, em Portugal. “Espero sempre o melhor de mim mesmo”, disse o vencedor de Spielberg. “Não só em Portugal, acho que todos os fãs querem ver que o seu ‘herói’ tem sucesso. Mas esta não é uma pressão adicional, caso contrário o Valentino estaria sempre sobrecarregado com um camião inteiro. Não creio que este seja o caso aqui. Só posso encarar isto como motivação e estar focado no que realmente importa, começar bem o fim de semana e trabalhar para estes resultados.”

Por falar em Valentino Rossi, o nove vezes campeão do mundo ficou impressionado com o mais recente vencedor de MotoGP. “Gosto sempre de ver os jovens pilotos das classes pequenas vencer e sempre segui o Miguel. Foi muito rápido desde o início. Gosto do estilo dele porque é um piloto inteligente, muito limpo e preciso”, disse o homem de 41 anos. “Ele mostra-o também no MotoGP este ano, porque a KTM melhorou muito e agora é uma moto muito competitiva. Com um ano de experiência, está agora pronto para lutar pela vitória. É jovem e acho que vai ser um dos melhores pilotos do MotoGP para o futuro.”

3.7 3 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x