MotoGP, 2020: Brno cancelado, Portimão pode avançar

Por a 9 Dezembro 2020 15:00

O impasse em torno da realização do GP da República Checa já vem desde o verão, mas agora sabe-se que o GP de Brno não se realizará em 2021, estando negociações com Portimão já em curso como possível substituto

“Não haverá GP de Brno em 2021” Carmelo Ezpeleta

Na reunião do Conselho de Administração de Brno, os presentes decidiram por unanimidade que o promotor Spolek Grand Prix não vai acolher um GP de motociclismo em 2021

Nos últimos cinco anos, a empresa Spolek Pro Pořádání Grand Prix organizou o GP da República Checa no Automotodrom Brno, alugando a pista ao proprietário do Masaryk Ring, Karel Abraham Senior, por cerca de 30 milhões de coroas checas (1,137 milhões de euros) durante uma semana.

No entanto, a Dorna Sports S.L. exigiu, a pedido dos pilotos, uma nova pista em Brno, que custaria cerca de 100 milhões de coroas checas (3,7 milhões de euros) antes de aprovar a extensão do contrato para o Grande Prémio em Brno.

No entanto, o Estado checo não pode dar-se ao luxo de gastar mais dinheiro neste evento devido à pandemia do Covid-19.

O anterior contrato abrangia um período de cinco anos, mas em 2020 a prova teve de ser realizada sem espectadores. Por esta razão, os checos tiveram de pagar apenas um milhão de euros à Dorna em vez da taxa acordada de cerca de 4 milhões de euros.

Mas para o Grande Prémio de 2021, a taxa da Dorna seria aumentada para 6 milhões de euros.

Após a reunião referida, surge a questão: será que a prova do Campeonato do Mundo de Brno, que sempre se realizou desde 1982, com exceção de 1992, na pista permanente recém-construída, será realmente retirado do calendário?

Sem o apoio da cidade de Brno, da região da Morávia do Sul e do governo regional de Praga (os acionistas da Spolek), parece provável. Outro cenário possível é o regresso do proprietário Karel Abraham Sénior como organizador,

A Brno (até agora com a data de 8 de Agosto reservada) basta conseguir 150.000 espetadores pagantes nos três dias, para poder acolher o Grande Prémio sem prejuízo. Nos últimos anos, antes da crise de 2020, estiveram sempre presentes cerca de 200 mil fãs.

Mas a Dorna já não está disposta a comprometer-se, porque a Spolek tem pago repetidamente tarde e muitas vezes não cumpriu os acordos.

Além disso, estão agora disponíveis duas pistas de reserva, com Portimão, que organizou a prova final de 2020 com sucesso, e o Circuito Igora Drive na Rússia disponíveis.

Também é possível correr duas vezes no mesmo circuito em 2021, como se fez em 2020, se a situação do Coronavírus assim o exigir.

“Não haverá GP de Brno em 2021”, afirmou Carmelo Ezpeleta, confirmando o cancelamento do GP da República Checa.

As negociações contratuais estão em curso com os organizadores em Portimão e São Petersburgo.

O GP de Igora Drive poderia ser realizado após o GP da Finlândia, por exemplo, porque a viagem a São Petersburgo seria relativamente curta. E em Portugal, com o Algarve a praticamente garantir bom tempo tarde na época, poderia ser a seguir a Valência, antes ou depois.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x