SBK, história: A Yamaha nas Superbike

Por a 13 Junho 2020 15:30

Nas últimas semanas, percorremos os arquivos para revisitar algumas das mais icónicas marcas das SBK e esta semana é a vez da Yamaha. Depois do domínio das Kawasaki e do heroísmo da Honda, está na hora dos anos de sucesso da Yamaha. O fabricante fez parte da história das SBK desde o início, com memórias duradouras nunca apagadas.

A Yamaha deu ao Mundial de SBK o primeiro vencedor australiano, o primeiro britânico, o primeiro canadiano, o primeiro irlandês, o primeiro holandês e em 2020, o primeiro líder do Campeonato turco, mas conseguir o título estava difícil.

Y6Fabrizio Pirovano (+2016 ) foi vice-Campeão pelo menos duas vezes e ganhou muitas corridas em YamahaA primeira Yamaha a agraciar o Campeonato foi a FZ750, que conseguiu a vitória em 1988 com Fabrizio Pirovano, enquanto Michael Doohan conseguiu três vitórias no final do ano, iniciando a sua carreira internacional de motociclismo em grande estilo e tornando-se o primeiro australiano a vencer nas SBK.

Rymer foi o primeiro inglês a pisar o pódio em 88 e o primeiro a vencer em 89 (foto Paulo Araujo)

Em 1989, a FZR750R foi lançada e voltou a ter um vencedor, desta vez com Terry Rymer na Nova Zelândia, o primeiro piloto britânico a vencer no Mundial de Superbike. O modelo continuou a somar vitórias até 1992, com pilotos como Pirovano, Udo Mark, Anders Anderssen, Jari Suhonen, Christer Lindholm ou Jeffry  DeVries a andar no pelotão da frente.

O primeiro modelo da YZF750 chegou em 1993 e demorou até à penúltima corrida do ano para vencer, novamente com Pirovano, em Portugal. 1994 foi difícil, com pouco sucesso, mas 1995 foi totalmente diferente; marcou o regresso da fábrica com o jovem americano Colin Edwards e a sensação japonesa Yasutomo Nagai. Nagai conquistou uma pole e muitos pódios antes de se tornar tragicamente no único piloto das SBK a perder a vida até hoje em pista, em Assen, enquanto Edwards brilhou. Noriyuki Haga conseguiu a primeira vitória em 1997 a bordo da YZF, mantendo-se na moto até 1998, vencendo mais cinco corridas.

estreia de Colin Edwards III no Mundial e nas SBK pela mão da Yamaha

No final do milénio, foi a exótica R7 que fez a sua primeira exibição. Uma nova moto que demorou a aclimatizar-se, Noriyuki Haga lançou um ataque ao título e terminou em segundo lugar em 2000.

A Yamaha partiu alguns anos, mas voltou com a primeira R1 em 2005. Depois, uma segunda versão em 2006 até 2008, onde Haga foi o piloto que a levou à maioria das suas vitórias.

“Cotovelos” Spies finalmente deu um título à Yamaha com a R1

Em 2009, a longa espera por um primeiro título terminou, quando Ben Spies assumiu o título a bordo de outra R1 nova, que durou até a Yamaha sair no final de 2011, embora Cal Crutchlow vencesse com ela em 2010, e Marco Melandri e Eugene Laverty também venceram em 2011.

A nova R1 estava de volta para 2016, mas só em 2018 é que venceu, com Michael van der Mark a conseguir uma dupla no Donington Park antes da primeira vitória de Alex Lowes em Brno. A moto venceu com van der Mark em 2019, antes de uma nova evolução para 2020. Um sucesso instantâneo na R1, Toprak Razgatlioglu alcançou uma vitória emocionante na Corrida 1 em Phillip Island, tornando-se assim o primeiro turco a liderar o Campeonato.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png