12 Horas de Estoril: 20 anos de Matthieu Lagrive na Endurance

Por a 28 Setembro 2020 16:00

Fomos encontar o único participante das 12 H do Estoril que também correu nas 8 Horas há 20 anos, Matthieu Lagrive

Matthieu Lagrive acaba de cumprir mais um turno na Yamaha #36 Best of Bike, que a duas horas do final da prova se encontra na 9ª posição das EWC, 10ª na geral e entra na boxe parecendo perfeitamente descontraído.

Aos 39 anos, o Francês de Lisieux é um veterano da Resistência, com uma carreira que abarca 10 anos ao mais alto nível, e 4 títulos Mundiais de Endurance com a Suzuki do SERT entre 2005 e 2008, com numerosas vitórias em Le Mans, Oschersleben, Zolder e Albacete.

Além disso, fez 85 corridas no Mundial de Supersport, de onde tirou um pódio em Magny Cours e duas poles, a juntar a alguns títulos Franceses.

No entanto, poucos saberão que foi o único piloto nas 12 Horas do Estoril que já tinha estado presente na anterior corrida, e ainda menos se lembrarão de como veio a participar assim na sua primeira prova internacional.

A desequipar-se do seu penúltimo turno na corrida, tendo sido escolhido, como o mais experiente de longe da formação, para terminar com o último turno à noite, ainda com o capacete, o sorriso de Matthieu ilumina-se quando nos vê… convidados a sentar a seu lado, quisemos saber que recordações guarda do Estoril de há 20 anos, quando tinha 19?

“Olha, tenho aqui a foto… Não me lembro de grande coisa, só que acho que qualificamos em oitavo, se não me engano, mas tivemos um problema na volta de aquecimento para a grelha e perdemos logo ali muitos lugares.

Foi bom rever o Estoril, claro que as motos são tão diferentes que tive que aprender a pista toda de novo. Eu já tinha parado, não tenho andado, só andei em Le Mans (ficou em 6º) mas é tudo, e portanto já não tinha o hábito…

Estou nesta equipa amadora porque uns amigos me convidaram, corro pelo puro prazer…

É como o meu irmão Alex, que também correu, mas sabes, depois mete-se o trabalho do dia a dia, cuidar dos filhos…

Eu continuo na minha tijolaria a trabalhar, mas tive uns bons anos na resistência…Também andei no campeonato francês de Superbike e no Mundial de  SuperSport até 2009… Tive um pódio nas SSP em Magni-Cours, mas agora, faço mais para me divertir.

O meu filho Louis é que já corre no Campeonato de França em 400, patrocinado por um concessionário Kawasaki da minha terra, Lisieux…

Aqui, estamos no Top 10, não é mau, esta nova R1, com a cambota desfasada, primeiro é muito estranho, tens que te habituar, parece que estamos a andar mais devagar do que estamos na verdade…
Bom, vou comer qualquer coisa, ainda tenho mais um turno!”

Até à vista, Matthieu!

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Endurance
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x