Dakar: Quads sem Patronelli

Por a 31 Dezembro 2016 15:17

Com as baixas de ‘peso’ dos irmãos Patronelli, a luta pela vitória nos quads ficará entregue a Rafal Sonik, Ignacio Casale, Nelson Sanabria e Walter Nosiglia. Assim ao contrário do que tem sucedido em edições anteriores, o Dakar de 2017 não irá contar com a presença de Marcos e Alejandro Patronelli.

Os dois irmãos optaram por não alinhar na prova deste ano por não concordarem com o traçado do Dakar, nomeadamente com as especiais a realizar na Bolívia. Os dois argentinos não se mostraram agradados pelas especiais a realizar em altitude e criticaram a saída da prova do Chile e do Peru, prometendo voltar a competir quando a prova regressar a esses dois países e o traçado se assemelhar mais ao que tinha lugar em África.

Ora, com a saída de Marcos, o vencedor do Dakar em 2010, 2013 e 2016, e de Alejandro, que foi segundo na última edição da prova, a luta pelo triunfo irá ficar certamente a cargo de Ignacio Casale e Rafal Sonik, até porque o sul-africano Brian Baragwanath, terceiro em 2016, também não irá alinhar na próxima edição da maratona. No ano passado, Casale, vencedor em 2014, mostrou novamente ter andamento para lutar pela vitória com os Patronelli, e só um acidente o forçou a abandonar, impedindo o chileno de repetir o feito.

Já Rafal Sonik é outro especialista do Dakar. O polaco foi segundo em 2014 e vencedor em 2015, e já deixou claro que quer regressar às vitórias na edição de 2017. No entanto, a verdade é que será necessário uma grande ‘tempestade’ para destabilizar o clã sul-americano, que parte à procura da glória nesta edição da prova. Com 29 anos, Ignacio Casale é o mais jovem de todos e o mais sério candidato a levar o troféu para casa.

Por seu lado Nelson Sanabria vai tentar fazer melhor do que o quarto lugar de 2015. Há depois o boliviano Walter Nosiglia, que nas etapas em altitude pode muito bem jogar uma cartada decisiva na luta pela vitória no Dakar de 2017. Para além destes pilotos sul-americanos, não nos podemos esquecer de Sergey Karyakin dentro dos 37 concorrentes que vão alinhar à partida para esta edição do Dakar. O russo é especialista em terminar no top 10, e depois do quarto lugar na prova de 2016, pode muito bem surpreender na corrida à vitória na prova de 2017.

Uma palavra final para Camelia Liparoti, uma das mulheres que vai alinhar de Quad na prova. Após a participação em sete edições consecutivas do Dakar é a favorita à vitória no setor feminino. Contudo, não alinha sozinha, e a boliviana Suany Martínez, de 25 anos de idade, promete dar luta até ao fim em Bueno Aires. No entanto, numa prova tão dura como o Dakar em que é necessário uma certa dose de ‘loucura’, não será de estranhar se a vitória final da prova for alcançada por um dos outros.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Dakar
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x