Os salários dos pilotos de MotoGP

Por a 1 Maio 2019 13:16

A publicação ‘DeshiBiker’ revelou os valores auferidos anualmente pelos pilotos que compõem o atual plantel de MotoGP.

Segundo este órgão de comunicação social, o pentacampeão de MotoGP Marc Márquez é o piloto que mais ganha estando mesmo na frente de Valentino Rossi, o mais experiente e titulado piloto em competição. A diferença de vencimento entre estas duas lendas vai até aos oito milhões de euros.

Já o nosso Miguel Oliveira, que está a fazer a sua estreia em MotoGP, surge no 15º posto da lista com 669 mil euros por ano. O piloto da KTM Tech 3 ganha, no entanto, menos do que o seu colega de equipa, Hafizh Syahrin (800 mil euros), sendo que o malaio já está no seu segundo ano de piloto da classe maior.

Porém o português surge à frente de Franco Morbidelli, que foi seu rival em Moto2, e Jack Miller, que estranhamente é o piloto que menos ganha entre os ordenados que foram disponibilizados. “Apenas” 534 mil euros. O australiano já compete em MotoGP desde 2015 e atualmente faz parte do universo Ducati ao ser piloto da satélite Pramac Racing.

Por divulgar ficaram os salários anuais de Takaaki Nakagami, Francesco Bagnaia, Tito Rabat e Karel Abraham.

Vencimentos dos pilotos de MotoGP:

1.º Marc Márquez, entre os 13,3 e os 16 milhões de euros

2.º Valentino Rossi, 8,9 milhões de euros

3.º Andrea Dovizioso, 6,2 milhões de euros

4.º Maverick Viñales, 4,45 milhões de euros

5.º Jorge Lorenzo, 4.2 milhões de euros

6.º Danilo Petrucci. 2,5 milhões de euros

7.º Johann Zarco, 2,2 milhões de euros

8.º Cal Crutchlow, 2,2 milhões de euros

9.º Alex Rins, 1,8 milhões de euros

10.º Joan Mir, 1,11 milhões de euros

11.º Andrea Iannone, 1,1 milhões de euros

12.º Pol Espargaró, 890 mil euros

13.º Aleix Espargaró, 800 mil euros

14.º Hafizh Syahrin, 800 mil euros

15.º Miguel Oliveira, 669 mil euros

16.º Franco Morbidelli, 656 mil euros

17.º Jack Miller, 534 mil euros

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png