MotoGP: A corrida do ano para Miguel Oliveira em 8º na Áustria

Por a 11 Agosto 2019 19:50

Pode-se dizer que Miguel Oliveira teve a corrida da sua vida até aqui, um ponto alto de carreira e o melhor resultado da sua (ainda curta) carreira na MotoGP.

Depois de bons resultados nos treinos, várias vezes no Top 10, Miguel Oliveira arrancou na 13ª posição da grelha, o seu melhor lugar desde que participa na MotoGP.

A escolha de pneus para a corrida, mantida secreta, era crítica, e Oliveira declarou já na grelha que, com a pista seca, a afinação da moto era de molde a permitir-lhe melhor desempenho nas últimas voltas.

No arranque, Miguel Oliveira é apertado e aparece em 15º atrás de Petrucci, Rabat e Morbidelli, mas faria uma corrida sempre em ascensão a partir dai: Com a avaria de Pol Espargaró e queda de Crutchlow, o Português é 13º logo depois da partida. A seguir, Oliveira ultrapassa Rabat, e é já 12º.

Quando Miller cai de 4º a tentar aguentar Rossi, Miguel Oliveira, mais atrás, acha-se num inédito 9º atrás de Nakagami, já com Petrucci atrás de si, e a rodar no mesmo segundo da frente.

Oliveira aguenta Petrucci atrás de si ao longo do resto da prova e aproxima-se de Nakagami a bom ritmo, quando o Japonês comete um erro e baixa para 11º, elevando Oliveira a 8º…

O resto da corrida foi passada a tentar apanhar Bagnaia, e a 3 voltas do final, Oliveira e Bagnaia ainda estão separados por 7/10 de segundo, com o Português ligeiramente mais rápido do que o homem que o batera para o título de Moto2 o ano passado. Oliveira acaba colado ao Italiano da Pramac, em oitavo, o seu melhor resultado da época!

Com Espargaró ausente dos resultados, Oliveira é de longe a melhor KTM, e os quadros da marca enchem a boxe da Tech 3 para felicitar pessoalmente o homem que já vêm como parte integrante dos ambiciosos planos futuros da marca na MotoGP, anunciados também este fim-de-semana aqui.

Os 8 pontos assim obtidos, elevam o total de Miguel Oliveira para 26 e, quando à sua frente havia pilotos separados por muito pouco, sobem o Português 3 lugares de 18º para 15º!

Miguel comentou depois: “Hoje fizemos uma excelente corrida! Ao início, tivemos alguns problemas e acabei por não poder ir tão rápido quanto queria. De resto, foi uma corrida muito boa, com várias ultrapassagens. O meu ritmo foi muito bom, à semelhança do de ontem. Estou muito feliz com este resultado e com este primeiro top 10 para mim e para a equipa. Depois de todo o nosso esforço e dedicação em entender a moto, merecemos este resultado. Este acaba por ser um retorno positivo para a KTM no seu GP em casa. Agora vamos para Silverstone motivados e com um pensamento e feedback positivos.”

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png