MotoGP, 2020: Viñales admite que considerou mudar para a Ducati

Por a 23 Abril 2020 15:30

Maverick Viñales, da Monster Energy Yamaha MotoGP, admite que considerou seriamente uma mudança sensacional para a Ducati para 2021, depois de ter dito que não sentia que tinha a “confiança” da Yamaha ao longo de partes de 2019.

O “Top Gun” assinou recentemente uma extensão de dois anos com a Yamaha da fábrica, mas “chegou a considerar” uma mudança para a fábrica de Bolonha.

Assim, Maverick permanecerá dentro da fábrica da Yamaha por mais dois anos, depois de ter assinado uma extensão no início de 2020, o que significa que em 2021 será parceiro de Fabio Quartararo (agora na Yamaha Petronas SRT) numa emocionante formação.

No entanto, poderíamos ter visto o atleta de 25 anos de vermelho em vez de azul a partir da próxima temporada se não fosse a fábrica de Iwata a mostrar ao espanhol “muito boa confiança” e a provar-lhe 100% que “eles o iriam manter”. Em entrevista, Viñales diz que considerou a mudança porque acha que o Desmosedici funcionaria com o seu estilo e tem uma “relação muito boa com a administração da Ducati”.

“Estou muito feliz com a oportunidade de ficar mais dois anos com a Yamaha e de tentar lutar pelo Campeonato do Mundo”, disse o vencedor de várias corridas. “Porque, no final, isso é o mais importante. No final, tomei uma decisão a pensar também sobre este ano, porque tenho um objetivo: não ter corridas como no ano passado ou 2018, e não sei se poderia ter corrido ao mesmo nível se soubesse que ia deixar a Yamaha no final da época. Isto criou uma confiança muito boa com a Yamaha, que foi o que perdi no ano passado – ter a sua confiança e saber a 100% que iriam manter na equipa”

Sobre a perspetiva de me mudar para a fábrica sediada em Bolonha no final de 2020, Viñales diz que foi certamente uma consideração:

“Era algo que eu cheguei a ter em mente, porque tenho uma relação muito boa com a administração da Ducati. Também pensei nisso porque eles têm uma moto muito bem adaptada ao meu estilo de condução. Já fiz muitas voltas atrás da Ducati, tanto nas corridas, como durante os treinos, e acho que é uma moto bastante completa. Mas, acima de tudo, tem esta capacidade de travar muito tarde, mas ainda assim ser capaz de parar para fazer a curva, que é o que na Yamaha tem faltado um pouco nos últimos anos.”

Apesar de ser uma opção potencial para Viñales, este decidiu permanecer na equipa Monster Energy na Yamaha e terá um novo companheiro de equipa a partir da próxima temporada, sob a forma de Fabio Quartararo.

Resta saber quem será o alinhamento na grelha de 2021 para a Ducati.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x