MotoGP 2020: Os capacetes de Rossi

Por a 22 Março 2020 14:30

Num vídeo realizado pela Dainese, Rossi, estrela do MotoGP, apresenta o que ele próprio descreve como o seu Museu privado e leva-nos numa viagem através dos anos da sua carreira e dos capacetes, fatos, luvas e até joelheiras usados ao longo dos anos.

“A ideia era comunicar algo através dos gráficos no capacete. Assim, comecei a criar um capacete especial para o GP de Itália, para Mugello e depois para Misano também, mas também para qualquer título mundial ganho”, diz Valentino Rossi, ao apresentar alguns dos desenhos da sua coleção privada, mantida num armazém especialmente equipado.

“Também houve edições especiais, durante os anos da Yamaha Fiat, por exemplo, como o Abarth em Phillip Island, onde também tínhamos um capacete especial com tema aborígene. Ou durante os 50 anos da Yamaha em 2005, onde fizemos uma versão amarela das motos para Laguna Seca e branco para Valência recordando os gráficos históricos da Yamaha dos anos 70-80 com Steve Baker e Kenny Roberts.”

No vídeo da Dainese, Rossi escolhe alguns dos seus capacetes mais importantes, incluindo o primeiro dos agora famosos desenhos de ‘sol e lua’ de Aldo Drudi para a sua estreia no Campeonato do Mundo de 1996, além da versão “mais bem sucedida e bonita” , como ele diz, do ‘SoleLuna’ de Aldo Drudi para a sua estreia no Campeonato do Mundo de 1996, 2003-2005.

O Doutor também fala através de alguns dos seus desenhos dos anos vencedores do título, revelando que a ideia de 2004 ‘Che spettacolo’ veio de um sonho, dizendo a Drudi: “Eu vi-o claramente no meu sonho, temos que fazê-lo!”

Depois há o “frango velho faz boa canja!”, capacete do campeonato de 2009, inspirado nos seus 30 anos, e no facto de que ganhou o título nesse ano: “Já era velho naquela altura, quanto mais agora!… Para a celebração no fim da corrida, tivemos mesmo uma galinha verdadeira!”

Rossi introduz então alguns dos capacetes na sua coleção de pilotos de F1 e NASCAR, além dos que lhe foram dados pelos rivais de Grande Prémio ou até MX.

Invulgarmente, Rossi também tem uma secção dedicada às suas luvas de corrida; “Precisamos de sensibilidade e conforto, quase como tocar piano, por isso elas precisam de oferecer protecção mas ser suaves” e finalmente fala através da sua gama de joelheiras.

Os sabonetes usados nos treinos são muitas vezes cedidos a eventos de caridade, mas Rossi escreve a pista, ano e às vezes o resultado naqueles que usa para corridas.

Podem ver o vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=cT24CffcGfc

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png