MotoGP, 2020: Miguel Oliveira confiante

Por a 11 Julho 2020 15:00

O piloto da KTM Red Bull não quer comprometer-se com nenhum objetivo específico, mas está confiante. Segundo classificado em Moto2 em 2018, Miguel Oliveira tornou-se no primeiro português a entrar no Mundial de MotoGP em 2019 e terminou corridas nove vezes na sua época de estreia.

O destaque foi o 8º lugar no Red Bull Ring de Spielberg, mas duas semanas depois o piloto da Tech3-KTM foi abalroado em Silverstone por Johann Zarco. O ombro direito de Oliveira ficou lesionado nos tendões, razão pela qual teve de ser submetido a uma cirurgia antes do final da temporada em Valência.

No final, Oliveira acabou por terminar em 17º lugar no Campeonato do Mundo.

Ainda antes de o português de 25 anos iniciar a sua segunda temporada no MotoGP, conseguiu garantir uma promoção para 2021: como noticiado, vai substituir Pol Espargaró na equipa de fábrica da KTM Red Bull.

Quais são então os planos de Oliveira planeia para o futuro?

“Acredito que fizemos grandes progressos em termos da nossa moto e os resultados já são evidentes esta época. O plantel é muito competitivo, mas acho que temos um bom pacote para competir contra os outros. Os resultados mostrarão os nossos progressos reais e poderemos então estabelecer as nossas metas realistas para o próximo ano”, disse. “Dado onde estamos agora, claro, só queremos subir”, acrescentou.

No final da temporada de 2018, a KTM retirou-se da classe Moto2 como fabricante de chassis. O impacto desta decisão foi visível no compromisso dos austríacos na MotoGP? “Não posso dizer se ganhámos alguma coisa em termos do número de pessoas que trabalham no projeto. Mas certamente colocou mais energia e foco no desenvolvimento do MotoGP. Temos uma grande equipa a trabalhar neste projeto, o que é ótimo”, disse Oliveira, que também sublinhou: “Mas não sou a pessoa certa para responder a essa pergunta: não estou na fábrica e não sei quantas pessoas contratam. Tudo o que sei é que as instalações estão entre as melhores que já vi.”

O piloto da Tech3 está à espera de novidades na sua RC16 para o pontapé de saída do MotoGP na próxima semana? “Não vejo nada de grande importância a vir para Jerez, até  porque queremos começar a temporada primeiro e ganhar mais experiência na moto, e só depois pensar qual será o nosso próximo passo.”

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png