MotoGP: Os pupilos de Valentino Rossi

Por a 14 Julho 2016 15:34

Há cerca de dois anos Valentino Rossi decidiu formar a sua própria academia de pilotos. O nascer da VR46 Riders Academy teve como principal objetivo encontrar novos valores e trabalhar esses mesmos pilotos de modo a poderem um dia chegar ao MotoGP, categoria onde Rossi já foi campeão por sete vezes a última das quais em 2009. Para além desta Academia,  o piloto da Yamaha criou também há dois anos uma equipa de Moto3, a Sky VR46, que tem sido porto de abrigo dos jovens que saem da Academia e podem aí demonstrar todo o seu valor.

Atualmente são oito os pilotos no Mundial de MotoGP que são provenientes deste viveiro.: Romano Fenati, Andrea Migno, Niccolò Antonelli, Nicolò Bulega, Luca Marini, Franco Morbidelli, Luca Marini e Francesco Bagnaia. Porém mais três nomes estão na calha para ingressar brevemente no Mundial. São eles Mauro Berzzecchi e Dennis Foggia, que competem no FIM CEV 3 e Celestino Vietti que compete no campeonato italiano. Enquanto estes três nomes não chegam aos grandes palcos, fique com uma avaliação por parte do responsável da academia, Pablo Nieto, sobre os oito pupilos que estão no Mundial.

Romano Fenati

“Tem um grande talento. Estamos a trabalhar para que nunca baixe a guarda uma vez que esse pode ser o seu ponto mais fraco. Este ano está muito melhor, pois está mais concentrado”.

Andrea Migno 

“Tem um grande coração. Já ganhou muito. Trabalhamos com ele para que dê o máximo. O seu ponto mais fraco é que tudo tem de estar na perfeição para estar ao seu gosto”.

Nicolò Bulega

“É um diamante em bruto.  Gosto que esteja com os pés no chão e que não pense noutras coisas. O Valentino considera que o Nicolò faz tudo de forma fácil”.

Niccolò Antonelli

“É irregular.  Durante um Grande Prémio pode cair várias vezes. É um dos pilotos mais rápidos e tem muito talento, mas que precisa de ser trabalhado a nível mental. Porque se tem dúvidas pode sofrer quedas.”

Francesco Bagnaia

“É muito trabalhador e tem muita vontade. Infelizmente não tem uma moto competitiva nas suas mãos, mas tem conseguido obter bons resultados”.

Luca Marini

“É um dos pilotos que mais me surpreende. Tivemos algumas dúvidas se era positivo subir ao Mundial após um ano no FIM CEV, mas adaptou-se muito bem”.

Lorenzo Baldassari

“É trabalhador. Tem um grande talento. Tivemos que o controlar porque comete erros em momentos críticos. Porém tem um potencial incrível”.

Franco Morbidelli

“O ano passado esteve muito bem. Este ano está muito bem depois de ter tido uma grave lesão. É um piloto para estar entre os quatro primeiros todas as corridas”.

 

 

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x