MotoGP, França, Miguel Oliveira (DNF): “Frustrante não terminar e perto de um bom resultado”

Por a 15 Maio 2022 20:02

Logo que o semáforo vermelho se desligou no circuito de Le Mans Bugatti, Miguel Oliveira largou de forma excelente do 17º lugar, foi subindo posições, e aproximou-se dos dez primeiros, sempre sem perder de vista o seu companheiro de equipa Brad Binder, igualmente autor de uma excelente partida mas que cedo ficou sem a asa esquerda da KTM RC16 num toque fortuito na curva 6. No entanto, isso não impediu o sul-africano de continuar a ganhar posições na classificação, à medida que muitas quedas aconteciam.

Sempre na sua peugada e após um animado duelo com o piloto da Honda Pol Espargaró,  Miguel Oliveira que chegou ao 9º lugar, viu todas as suas esperanças num bom resultado se esfumarem quando caiu na curva 3 do circuito, a apenas 3 voltas do final. Um esforço inglório para o piloto luso que sai de França sem um único ponto, ao contrário de Binder que terminou no oitavo lugar.

“O fim-de-semana não começou bem e eu não sabia bem o que esperar do FP2, mas penso que foi também aí em que mais melhorámos”, começou por referir hoje Miguel Oliveira, que sobre a sua corrida referiu:  “Foi uma corrida dura, como esperávamos, mas tentámos arduamente e ganhámos posições. Estava dentro dos dez primeiros, mas depois caí na Curva 3 e não consigo realmente explicar porque é que isso aconteceu, pois não fiz nada de diferente em comparação com as voltas anteriores. É bastante frustrante não terminar uma corrida quando se está tão perto do final, especialmente perto de um bom resultado. Temos de ir a Mugello com uma mentalidade positiva e tentar o nosso melhor lá”.

Seguem-se agora mais dois eventos memoráveis do MotoGP, em Itália (Mugello) e na Catalunha (Montmeló), nos fins de semana de 28-29 de Maio e 4-5 de Junho.

1 1 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x