MotoGP, 2021: Razali e a chegada de Rossi à Petronas

Por a 17 Janeiro 2021 16:00

Razlan Razali da Yamaha Petronas SRT tem falado da época que se aproxima em várias entrevistas, dizendo não recear que Rossi lhes leve as Yamaha

“Ao mesmo tempo, o nosso contrato com eles expira no final do ano e estamos a falar com outros fabricantes…

Um dos factos que transpareceu recentemente é que a formação não está preocupada com a possibilidade da VR46 de Rossi lhe vir tirar as Yamaha de fábrica num futuro próximo.

O manager da equipa Malaia antecipa a chegada de Rossi à equipa com expectativa, mas também sabe que tudo poderá mudar para 2022.
A equipa, que ganhou mais corridas o ano passado, entre Morbidelli e Quartararo, que qualquer outra, com “Morbi” a acabar segundo no campeonato, vai garantir uma Yamaha de fábrica a Rossi, embora Morbidelli tenha se contentar mais uma vez com uma moto de especificação A atualizada.

“Vai ser bom ter um “rookie” como o Valentino Rossi ao lado do Franky!”

“Tenho a certeza de que vai ser um ano empolgante para nós…”

“Primeiro gostaria de agradecer ao Valentino a sua confiança… a decisão não foi assim tão fácil porque sabemos que uma personalidade como o Valentino merece continuar a sua carreira e não acabar nesta baixa com a Pandemia.”

“Queremos que ele continue a ser competitivo e que se divirta, eu sei que ele esteve numa equipa de fábrica a maior parte da sua carreira, mas podemos assegurar uma assistência muito profissional sem a pressão de uma fábrica!”

“Acho que ele pediu conselho ao Franky acerca do ambiente da nossa equipa e ele sente-se confortável connosco e diverte-se.”

Quanto ao facto de que Morbidelli começa a época de 2021 como melhor Yamaha mas, paradoxalmente, com uma moto de especificação A, Razali teve isto a dizer:

“Bem, tentámos arranjar uma moto de fábrica… desde Misano o ano passado que o Morbidelli me tinha perguntado se isso era possível,  e encetei um diálogo com a Yamaha mas a seguir, quando lhe perguntei em Valência, ele já disse que estava contente com o que tinha!”

“Às vezes é uma coisa psicológica, mas claro que nos asseguraram que vai haver melhorias e desenvolvimentos para a sua moto tal como para as de fábrica!”

Finalmente, à pergunta se Razali estaria preocupado que, devido à sua relação próxima com a Yamaha, Rossi levasse as motos satélites de fábrica no futuro, o gestor permanece confiante:

“Não, porque acho que provámos a toda a gente o que podemos fazer num curto período de tempo, não só na MotoGP, pois temos equipas na Moto2 e Moto3.”

“Temos uma grande equipa com gente como o Stigefelt ou o Zeelemberg e até nos surpreendemos a nós próprios, pelo que tenho confiança que podemos continuar a trabalhar!”

“Claro que, ao mesmo tempo, o nosso contrato com eles expira no final do ano e estamos a falar com outros fabricantes… a Petronas, como nosso patrocinador titular, também terá uma palavra dizer nisso!”

5 1 vote
Article Rating
1 Comentário
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
alessandrohansenvargas
alessandrohansenvargas
2 meses atrás

Razali deveria ser o Team Chief da Yamaha Factoy no lugar do Jarvis. Já passou seu tempo!

Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x