SBK: Confirmações para 2020

Por a 5 Novembro 2019 16:00

Entre boatos de paddock e assinaturas de contratos, a grelha das SBK para 2020 está a tomar forma, com expansões de equipas e assinaturas de pilotos nas cartas da próxima temporada…

Desde as férias de verão, houve uma série de contratações e renovações para a próxima temporada de 2020. Todos os cinco fabricantes presentes confirmaram pelo menos um piloto para a próxima temporada, e alguns até trouxeram novas adições para melhor atacar a cobiçada coroa SBK. Então, quem fica onde e que equipas colocam em campo que pilotos?

Começando com os que conhecemos, Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) e Chaz Davies (Ducati Aruba.it) assinaram acordos de dois anos no último verão e, com certeza, permanecerão no cargo durante os respectivos contratos.

Para se juntar a Davies na equipa Ducati, como amplamente divulgado, vem Scott Redding. O popular e carismático piloto, agora Campeão britânico, fará a sua estreia nas SBK em 2020, substituindo o ex-companheiro de equipa no MotoGP, Alvaro Bautista.

Do outro lado da garagem da Kawasaki, estará Alex Lowes sentado ao lado do atual Campeão do Mundo de 2019. Com nove pódios somados este ano, o piloto britânico terminou em terceiro no campeonato e, sem dúvida, Lowes e a equipa da Provec serão uma força a ter em conta para 2020.

Toprak Razgatlioglu substituirá Lowes, juntando-se a Michael van der Mark na equipa Yamaha Pata, para integrar uma formação de pilotos criada para potencialmente passar uma década no topo da classificação.

O lugar vago deixado por Razgatlioglu na Puccetti será preenchido por outro forte concorrente que fará um retorno sensacional à série no próximo ano. O melhor piloto independente de 2018, Xavi Fóres, regressa para se juntar à equipa italiana, pronta para um forte retorno na máquina da Kawasaki depois de um ano no BSB, longe das SBK.

Os resultados de Tom Sykes na nova BMW garantiram os seus serviços por mais uma temporada, e parece que ele irá estar lutando pela sua segunda coroa de SBK em 2020. A ele vem juntar-se Eugene Laverty, o irlandês ressuscitando a sua parceria com o chefe da equipa Shaun Muir. Sykes e Laverty duelaram pelo título em 2013 e querem fazer o mesmo como companheiros de equipa em 2020.

Outra equipa parcialmente confirmada para a próxima temporada é a da nova Honda HRC, liderada por ninguém menos que Álvaro Bautista. O espanhol foi confirmado como o piloto estrela, e ainda se desconhece a duração do contrato, quem será o seu companheiro de equipa e o desempenho da moto, que acaba de ser revelada como uma 4 em linha com inspiração nas RCV de MotoGP. Uma coisa é certa: isto adicionará uma dinâmica incrivelmente interessante ao campeonato em 2020, com o esforço total de fábrica da HRC visando retornar o fabricante japonês ao topo da árvore do campeonato SBK.

Não houve confirmação oficial de quem ficará do outro lado da garagem da Honda, mas vários boatos ligam Leon Haslam ao novo esforço da Honda em 2020. O piloto de 36 anos foi prejudicado por algumas lesões nesta temporada, e pelos resultados isto parece improvável, mas isso seria descontar os consideráveis contatos do pai Ron Haslam na Honda após 2 décadas de Mundial com eles. No entanto, ele conseguiu fazer um grande esforço para levar o fabricante japonês à sua primeira vitória nas 8 Horas de Suzuka em mais de duas décadas.

A Yamaha GRT confirmou recentemente uma nova formação para 2020. Federico Caricasulo, vice-campeão das SSP 2019, passará para as SBK com a equipa, enquanto a estrela americana Garrett Gerloff vem estrear-se na série.

A Ten Kate ainda não confirmou nada em SBK, sabendo-se que regressa com uma equipa Supersport com Steve Odendaal.

A Barni Racing também terá um novo piloto para 2020, com Leon Camier a juntar-se à equipa italiana no próximo ano. Com o piloto britânico confirmado na Ducati Panigale V4R da equipa de Barnabò, Michael Ruben Rinaldi está atualmente fora para 2020.

No entanto, o piloto italiano vai provavelmente mudar para a moto Ducati do Team Goeleven.

O piloto alemão Markus Reiterberger também está à procura um lugar para o próximo ano, mas também Leandro Mercado ainda não assinou. Com a Orelac Racing VerdNatura confirmada na grelha de 2020, o argentino parece próximo de permanecer com eles, mas isso pode não ser tão certo quanto pensamos.

Em termos de outros pilotos independentes, Jordi Torres confirmou que permanecerá na Pedercini Racing até 2020, após progressão constante neste ano. Juntando-se a Torres na nova equipa de duas Kawasaki de Lucio Pedercini está o ex-líder das SBK, Lorenzo Savadori; o italiano retorna à equipa com um contrato de dois anos.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png