MotoGP, 2020: A pré-época mais próxima de há anos

Por a 12 Fevereiro 2020 14:30

 

Três décimos e meio de segundo. Foi tudo o que separou a Yamaha, Honda, Suzuki, Ducati, KTM e Aprilia no Teste Oficial de MotoGP de Sepang, deixando-nos a contemplar o teste de pré-temporada mais próximo desde que a KTM entrou para a classe rainha em 2017.

E não foram só as fábricas que ficaram separadas por quase nada. Todos os pilotos rodaram abaixo dos dois minutos até ao 24.º mais rápido Iker Lecuona (KTM Red Bull Tech 3) no Circuito Internacional de Sepang, e a diferença entre os 24 primeiros foi de apenas 1,549s  – Pol Espargaró da KTM Red Bull Factory Racing ficou a 1,512 da 1º posição em 2019, o espanhol agora apenas a 0,2619 de segundo um ano depois.

Além disso, os top 19 no Teste de Sepang de 2020 tiveram uma margem de 0,755 entre eles – 0,783 dividiu os top 7 no ano passado…

A competitividade do Teste de Sepang é testemunho de todo o trabalho árduo das fábricas, especialmente da KTM e Aprilia, que parecem ter reduzido a diferença para a Honda, Ducati, Suzuki e Yamaha. Só temos de dar uma vista de olhos aos últimos anos para vermos como cada fábrica está mais perto em 2020.

Durante os testes de pré-temporada de 2019, o fosso entre cada fábrica no Teste de Valencia foi de 0,871s, no Test de Jerez foi de 1,199s, em Sepang o intervalo ficou em 1,401 e no Qatar foi de 0,965. Antes da campanha de 2018, o circo do MotoGP viajou para Valencia (1,067), Sepang (1,432) e Qatar (1,.203), enquanto em Buriram a diferença se situou em 1,140 s.

Voltando atrás a 2017, o primeiro programa de testes de pré-temporada da KTM na classe rainha, a diferença em Valencia foi uns enormes 2,593 segundos. Sepang viu a margem ser ainda de 1,970, no Qatar foi de 2,021 e em torno de Phillip Island a diferença foi de 1,308 segndos.

Claro que a diferença de tempo entre a fábrica mais rápida e a KTM na sua primeira temporada seria sempre maior do que nos testes de pré-temporada de 2020. Mas a redução mostra o grande trabalho que a fábrica austríaca tem feito e continua a fazer para colmatar o défice.

O Teste do Qatar, de 22 a 24 de Fevereiro, vai dar-nos mais algumas respostas em termos de como as equipas e os pilotos se estão a preparar para o início da temporada sob os holofotes de Losail. Mas, por agora, parece que temos espetáculo de MotoGP assegurado para 2020.

Deixe um comentário

Please Login to comment
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais