MotoGP: FP3 também para Quartararo

Por a 29 Junho 2019 09:50

45 minutos de FP3 começaram com a temperatura em Assen a subir e a confirmação de uma longa ausência para Jorge Lorenzo, com a fratura de uma vértebra só a última de uma lista de desgraças para o Maiorquino.

Na FP3 da classe rainha, os primeiros 10 qualificam automaticamente para a Q2, e nos primeiros momentos ninguém parecia preocupado em juntar setores para uma volta rápida, muito ainda a ser trabalhado obviamente na afinação final dos chassis.

Oliveira tinha por objetivo melhorar o seu 20º do dia anterior, mas ao mesmo tempo afinar toda a ciclística da sua KTM para acomodar o peso inferior do novo braço oscilante em carbono recebido e instalado na moto só ontem.

Quinze minutos em pista foram o bastante para dar origem a uma leva de idas à boxe, beneficiando com pista limpa quem ficou, como Miller, Nakagami ou Morbidelli, que entretanto perde uma tampa da moto e é chamado à boxe.

Petrucci e Rossi ascendiam lentamente na tabela, o homem da Ducati para 5º e Rossi para entrar no Top 10.

Oliveira, com uma escolha de slick duro atrás, mantém a 20ª posição, com a situação praticamente inédita do seu colega de equipa Syahrin estar nesse momento um lugar à sua frente.

Dos que já rodavam mais rápido que ontem, a 17 minutos do final o primeiro era Nakagami em 6º e depois Miller em 8º, mas Quartararo começa a aparecer com tempos rápidos de novo, atrapalhado quando uma pequena peça se solta de dentro da carenagem, oscilando ao vento e forçando-o a vir à boxe.

Percebe-se que o último quarto de hora vai ser crítico quando, mais uma vez a maioria dos pilotos vem à boxe, só permanecendo em pista praticamente Márquez e Crutchlow. Este salta mesmo para 8º, empurrando Rossi para fora do Top 10 e logo, da Q2.

Aparte Petrucci, que selecionou um slick médio para a frente, todo o Top 10 roda com pneus macios, mas pelos vistos resulta quando o Italiano se coloca no comando em 1:32.580 ao mesmo tempo que a 6 minutos do fim se disparam os últimos cartuchos, com Miller, Rossi e Nakagami a aparecer em voltas rápidas e nova leva de paragens na boxe.

Márquez está em pneus novos e apenas 10º, um risco se alguém melhorar, como parece quase inevitável, mas o homem da Honda Repsol faz 3 sectores rápidos e vai saltar para os primeiros 3, com Iannone a aproveitar a boleia para saltar para 7º.

À bandeira, tudo se altera, com Morbidelli, Miller e Rins a baixar para fora do Top 10 e portanto da Q2, com a entrada de Rossi em 5º e o salto de Quartararo de novo para a frente de Petrucci com 1:32.471, mais um recorde da pole, de Rossi em 2015, ameaçado.

O tempo final de Oliveira deixou-o em 17º a 1,5 segundos de Quartararo e a escassas 94 milésimas da melhor KTM de Pol Espargaró. Rossi também teve a sua volta rápida cancelada, baixando-o para 14º e para fora da Q2.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png