MotoGP 2020: Não faltam candidatos ao título

Por a 14 Dezembro 2019 14:30

Marc Márquez (Honda Repsol) foi incomparável em 2019. Numa temporada quase perfeita, o espanhol chegou a um incrível oitavo campeonato mundial, mas vai enfrentar forte concorrência de muitas direções para manter a sua coroa em 2020.

Vamos começar por Andrea Dovizioso. O piloto da Ducati Team terminou em segundo lugar atrás de Márquez nas últimas três temporadas e 2020 verá o italiano e a Ducati com mais fome do que nunca de derrubar o número 93.

A grande questão é se a Ducati conseguirá resolver os seus problemas a curvar? Se for possível tomar medidas nesse departamento com a moto “nova” da Ducati, mantendo as vantagens de velocidade superior nas retas, Dovizioso certamente será um candidato ainda mais forte ao título. “DesmoDovi” já pressionou Márquez até à ronda final em Valencia – quem pode dizer que isso não acontecerá novamente?

Depois, quem não apostaria em Maverick Viñales (Yamaha Monster Energy) para montar uma sólida campanha na corrida ao campeonato após a segunda metade da temporada do espanhol em 2019. Sete lugares nos primeiros 5 em oito corridas – a exceção foi a queda na última volta na Austrália – que incluíram três pódios e uma vitória, viram Viñales subir para 3º na classificação geral.

Uma aula mestra no GP da Malásia foi um sinal claro de que Viñales está mais do que pronto para lançar um ataque ao título de 2020, e se a Yamaha puder encontrar alguns cavalos de potência extra no motor da sua YZR-M1, o número 12 será uma ameaça constante.

E se juntarmos a Viñales no ataque da Yamaha ao título em 2020 o rookie deste ano Fabio Quartararo? A estrela da Yamaha Petronas SRT foi uma revelação na classe rainha e com a experiência de um ano, além de uma Yamaha com especificações de fábrica completas à sua disposição, o francês é um palpite quente para levar a luta a Márquez em sua segunda temporada. Sete pódios e seis polos antes da rodada final do ano não são algo que alguém previu, e lutas regulares pela vitória parecem estar garantidas em 2020.

Alex Rins, da Suzuki Ecstar – duplo vencedor em 2019 – é outro focado num assalto mais forte ao campeonato. A GSX-RR, em constante melhoria, é sem dúvida a moto mais equilibrada da grelha e, no seu dia, o número 42 pode vencer qualquer um. Bast recordar Silverstone este ano… Rins e a Suzuki podem montar um desafio credível na próxima temporada? É difícil dizer. Mas se erros pequenos, mas caros, forem corrigidos na próxima temporada, apostar na máquina azul para protagonizar uma forte luta pelo título não está de maneira alguma fora da equação.

Quatro fabricantes, cinco concorrentes dignos do título até aqui, e isso sem levar em conta o multicampeão mundial Valentino Rossi (Yamaha Monster). 2019 não foi o ano mais tranquilo para o Doctor, mas se ele se dá bem com a M1 versão 2020, como se poderá descartar Rossi? A Malásia – a “corrida mais difícil do ano” – mostrou que, aos 40 anos, Rossi ainda está em forma como sempre e a fome por mais sucesso, tek’rada com anos de experiência e todos os truques no manual, ainda vive dentro dele.

Também há mais candidatos do que os mencionados, mesmo que seja como “outsiders: Miller, certamente, Morbidelli e Petrucci, talvez, possivelmente até Alex Márquez e Johann Zarco ou Pol Espargaró. Gostaríamos de incluir Miguel Oliveira e Binder, mas mesmo com um grande salto na KTM é, no mínimo, improvável.

2020 será certamente uma temporada sensacional e tudo começou com o Teste de Valencia, em Novembro, com todas as fábricas a trabalhar para oferecer aos seus respetivos pilotos as ferramentas capazes de ganhar um Campeonato do Mundo. A Aprilia e KTM mostraram vislumbres do que podem fazer, mesmo sem a versão definitiva da moto de 2020, que vai ser um ano crítico para as duas equipas.

A Ducati tem um objetivo e apenas um objetivo: o título de pilotos. A Suzuki poderá surpreender, com dois pilotos provados e mais experientes.

O mesmo com a Yamaha. No entanto, a Honda e Márquez serão os favoritos e à partida a formação a bater.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png