SBK: Diretor de Imola acusa pilotos de não quererem correr

Por a 14 Maio 2019 11:37

A terceira e última corrida do programa do Mundial de Superbikes no circuito de Imola, no passado fim de semana, foi cancelada. Isto depois de não estarem reunidas as condições de segurança necessárias devido à chuva que caiu no traçado italiano e que já havia atrasado o arranque da contenda.

Uma situação que foi bem vista por parte de alguns pilotos do Mundial, com Álvaro Bautista à cabeça, mas que não acolheu a simpatia de outros pilotos, como por exemplo Jonathan Rea, bem como do diretor do circuito de Imola.

Para Umberto Selvatico, presidente da empresa que gera a pista italiana, o facto da última corrida ter sido cancelada foi uma questão “estratégica”. Estratégia essa montada pelos rivais de Jonathan Rea, que havia vencido as duas corridas anteriores, e que assim ao não irem para a pista arranjaram forma de não perder mais pontos no campeonato para o piloto da Kawasaki.

De referir que após a jornada de Imola, Rea aproximou-se do comando do campeonato que continua a estar nas mãos de Álvaro Bautista. Os dois pilotos estão agora separados por 43 pontos.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Velocidade
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png