SSP: A grelha para 2020

Por a 11 Novembro 2019 16:00

A grelha do Campeonato Mundial de Supersport de 2020 está tomando forma e vários pilotos e equipas continuam a confirmar intenções e alinhamentos. Desde as contratações recentes até a revisão das anunciadas há algum tempo, as SSP 2020 parecem ter um dos mais fortes alinhamentos das últimas temporadas, com ex-campeões e vencedores de corridas espalhados pelo paddock.

Começando com o atual campeão de SSP, a  equipa Bardahl Evan Bros. confirmou um dos seus pilotos para 2020. O ex-finalista do pódio de Moto3 e sexto classificado do Moto2  Andrea Locatelli muda para a ação das SSP  em 2020. Preenchendo um dos dois lugares vazios para a próximo temporada, enquanto Caricasulo vai para a GRT nas SBK e Randy Krummenacher vai para uma nova  equipa e procurando continuar a ser uma força reconhecida no Campeonato, Locatelli ainda não descobriu quem será o seu companheiro de  equipa.

Randy Krummenacher deixa a  equipa Bardahl Evan Bros. e leva o número um para a MV Agusta Cast Corse, que tentará obter a sua primeira vitória desde a de Jules Cluzel em Magny-Cours em 2016.

O companheiro de Krummenacher ainda não está confirmado, mas parece provável que seja Federico Fuligni, que deverá manter o seu lugar deste ano.

A  equipa Yamaha GMT94 permanece a mesma com Jules Cluzel e Corentin Perolari, mas haverá uma nova equipa Yamaha na forma da EAB Ten Kate Racing.

A equipa de maior sucesso na história das SSP  alinhará com o piloto sul-africano Steven Odendaal. Jaimie van Sikkelerus também terá o apoio da Ten Kate, que concorrerá com a nova equipa MPM Routz Racing em 2020.

A Kawasaki tem muitos lugares confirmados para 2020; na Kawasaki Puccetti Racing, a formação de Lucas Mahias e o vencedor de Moto3  Philipp Öettl foram confirmados em Outubro. Na equipa Pedercini Racing, o vencedor da ESS Cup 2019, o Inglês Kyle Smith, acompanha o ex-vencedor de corridas em SSP  e frequente visita ao pódio Ayrton Badovini, num alinhamento inalterado, mas mais bem financiado pela entrada de uma empresa de logística como Sponsor.

A única equipa restante que confirmou só parte dos seus planos é a Honda PTR, dirigida pelo ex-piloto de GP 500 Simon Buckmaster.

A equipa britânica dá as boas-vindas a Hikari Okubo e está ansiosa para começar o seu desafio no campeonato em 2020.

A Orelac Racing VerdNatura confirmou que estará na grelha das SSP , mas não com Nacho Calero, pois ele afasta-se das corridas e transmitirá os seus conhecimentos do outro lado da garagem como treinador.

Com um lugar restante na Yamaha Bardahl Evan Bros., confirmação da formação da equipa na Kallio Racing ainda está por vir (embora pareçam ir continuar com Isaac Viñales) e há outro lugar na Honda PTR para preencher, bem como muitos outros por confirmar.

Hannes Soomer está no mercado, bem como Jules Danilo e Peter Sebestyen. Testando em Aragão e quase confirmado oficialmente pela equipa, Manuel Gonzalez parece pronto a passar das SSP 300, onde se sagrou Campeão, para as SSP .

Espera-se que o Team Toth volte à ação, enquanto o nome mais mediático sem uma posição confirmada é o campeão das STK1000 de 2016 Raffaele De Rosa. Um piloto que não está na grelha das SSP  na próxima temporada é Glenn van Straalen, que se muda para as SSP 300 com a EAB Ten Kate Racing.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Supersport
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png