SSP 2020: MV Agusta espera sucesso no 75º Aniversário

Por a 13 Fevereiro 2020 15:30

A equipa Reparto Corse da MV Agusta  revelou o seu projeto para o campeonato mundial de Supersport 2020, ontem em Itália, na sede histórica da empresa em Schiranna, Varese, Itália. A apresentação podia ser seguida no You Tube em direto. A seleção italiana tem uma formação de três motos, com o campeão mundial de 2019, Randy Krummenacher, a liderar Raffaele De Rosa e Federico Fuligni para tentar recapturar o estatuto de Campeões do Mundo em 2020.

O novo esquema de cores revela um cinzento ligeiramente mais claro e brilhante, combinado com um vermelho mais marcante, mantendo-se com as duas cores que sempre simbolizaram o icónico fabricante italiano.

A data de lançamento coincide com o 75º aniversário do fabricante como construtor de motos, tendo-se iniciado a 12 de Fevereiro de 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a fim de manter postos de trabalho na companhia de aviação Agusta e fornecer transporte barato e eficaz.

75 anos depois e o fabricante, que ainda hoje também faz helicópteros numa empresa diferente, continua forte, com Randy Krummenacher ansioso para devolver a lendária marca italiana ao topo e celebrar o 75º aniversário da empresa em grande estilo.

A MV Agusta conseguiu a primeira vitória no Mundial de SSP graças a Jules Cluzel em 2014, enquanto a sua mais recente veio com Roberto Rolfo em 2017, ambas em Phillip Island, pelo que o começo da época vai ser crítico.

Em declarações antes da nova temporada, o team manager Andrea Quadranti afirmou-se emocionado:

“A longa preparação para o Campeonato já passou, e estamos prontos para enfrentar a primeira ronda do Campeonato Mundial, que se realiza no final do mês em Phillip Island. Nos dois dias de testes no início da semana da corrida, poderemos aperfeiçoar o trabalho de preparação que fizemos nos testes de Jerez e os nossos pilotos cuidarão do resto.”

“Randy Krummenacher quer reconfirmar-se como Campeão, Raffaele De Rosa não quer perder a oportunidade de lutar pelo título, enquanto Federico Fuligni deverá dar um salto qualitativo que lhe permitirá permanecer permanentemente nas posições principais. Estamos todos ansiosos por enfrentar os nossos adversários e determinados a desempenhar um papel de liderança.”

A MV Agusta já alinhou em 83 corridas de SSP, estreando-se em 2013; dos atuais fabricantes de SSP, são de longe o fabricante com menos partidas. Alcançaram 16 pole positions, com a última a chegar em Imola em 2017, enquanto um pódio em 2020 seria o seu 40º na classe.

Na sequência do seu primeiro título mundial de SSP o ano passado com a Yamaha, Randy Krummenacher pretende tornar-se o primeiro piloto do mundial de Supersport na história a conquistar títulos consecutivos com diferentes fabricantes.

 

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Supersport
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png