SBK 2020: Razgatlioglu quer começar em força

Por a 13 Fevereiro 2020 14:00

A menos de três semanas da ronda inaugural do Campeonato Mundial de Superbike de 2020, em Phillip Island, os preparativos estão a decorrer através do paddock, pois é uma das temporadas mais aguardadas dos últimos anos que se prepara. Para um homem em particular, há uma pressão adicional e uma nova equipa a que se adaptar.

Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata) é um de numerosos pilotos a trocar de equipa para a nova temporada, ao mudar-se da Kawasaki Puccetti para a Yamaha Pata.

A sensação turca levou as suas duas primeiras vitórias no Mundial em Magny-Cours na temporada passada, tornando-se o primeiro piloto da Turquia a vencer uma corrida no mundial de Superbike nas 32 temporadas de história do Campeonato.

No entanto, Razgatlioglu provou que não foi um acaso e superou o teste de Portimão, aclimatando-se bem com a nova YZF R1 2020.

Em declarações antes da temporada de SBK, Razgatlioglu afirmou:

“É uma equipa diferente e para mim, a primeira vez com uma equipa oficial. Estava habituado a estar numa equipa pequena, e (…) ainda não conheço todas as pessoas da equipa e digo sempre isso para mim, não é fácil porque todos são diferentes a trabalhar.

Mas já estou a sentir-me muito bem e gosto muito. No início, eu estava um pouco… assustado, porque não conhecia a equipa e tudo era novo. Mas agora estou muito feliz e a gostar.”

Os testes de pré-temporada de Razgatlioglu não foram sem incidentes, no entanto, com uma pequena queda na Curva 1 em Jerez em Janeiro. No entanto, durante os testes no seco em Portimão, o piloto de 23 anos motivou-se no último dia e procurou fazer progressos com a sua sensação no pneu Q, algo com que se debateu em 2019.

“A Yamaha é uma moto nova para mim, mas agora tenho a R1 de 2020 – entre as duas diria que não há uma diferença muito grande, apenas boas melhorias. Sinto que é muito boa a virar e com a potência, e sinto-me muito melhor. Estou a aprender que a minha nova Yamaha tem um carácter diferente da que andei no passado. Depois de mais voltas, senti-me muito melhor.”

Continuando a fazer a antevisão da sua época, Razgatlioglu olhou definiu os seus objetivos para a primeira jornada: “Acho que no ano passado, disse o mesmo – conseguir um pódio em Phillip Island. Preciso disso e no ano passado tentei! Não foi possível, mas este ano, vou tentar de novo. Primeira corrida, primeiro pódio e tentar ter uma boa sensação para começar. Dito isto, eu tento sempre dar o meu melhor, mas vamos ver!”

 

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png