SBK, 2020: O Clube dos 6 títulos

Por a 19 Dezembro 2020 16:30

Poucos desportistas se podem gabar de ter ganho seis títulos em qualquer disciplina, e ainda menos seis títulos consecutivos, o que torna Jonathan Rea parte de um clube exclusivo e restrito

Em termos absolutos, Toni Bou é o motociclista mais bem sucedido da história, com 28 títulos mundiais

Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) conquistou seis títulos em seis anos, ao garantir a coroa do Campeonato do Mundo de Superbike de 2020, e com isso juntou-se a um pequeno clube de desportistas que conquistou seis títulos na respetiva disciplina e um clube ainda mais pequeno daqueles que ganharam seis títulos consecutivos.

Apenas um punhado de pessoas conseguiu tal feito no desporto motorizado e assim, Rea cimenta o seu lugar como um dos maiores.

No motociclismo, três pilotos conseguiram ganhar seis campeonatos mundiais na respetiva disciplina, na classe rainha, e apenas uma vitória em anos consecutivos: Giacomo Agostini. A lenda italiana venceu o Campeonato do Mundo em duas classes, num total de 15 títulos, incluindo oito na classe de 500, com sete destes vindo em anos consecutivos de 1966 a 1972.

Na extinta classe de 350, ganhou sete títulos entre 1968 e 1974, e assim registou sete títulos consecutivos em duas ocasiões distintas.

Os atuais concorrentes do MotoGP Valentino Rossi e Marc Márquez também alcançaram seis títulos na classe rainha ao longo da sua carreira.

O italiano Rossi tem sete Campeonatos do Mundo em seu nome, incluindo cinco títulos consecutivos de 2001 a 2005.

O espanhol Márquez tem seis títulos de classe rainha, tendo conquistado quatro seguidos entre 2016 e 2019, até que uma lesão o impediu de lutar pelo quinto título consecutivo em 2020, como vimos.

Sebastien Loeb é uma pessoa que pode afirmar ter vencido Rea em ambos os critérios, de número de títulos e títulos consecutivos, tendo vencido nove vezes seguidas no Campeonato do Mundo de Rali.

Tendo começado a competir no WRC em 2002, a sua série vencedora no campeonato começou em 2004, que durou até 2012 antes de se retirar da competição do WRC a tempo inteiro e tentar a sua mão em outras disciplinas.

Em termos absolutos, Toni Bou é o motociclista mais bem sucedido da história, com 28 títulos mundiais. O piloto espanhol venceu todos os anos o Campeonato do Mundo de Trial de 2007 a 2020 e o Campeonato do Mundo de Trial Indoor no mesmo período, conquistando 14 títulos em cada categoria.

Loeb, no entanto, não é o único Sebastien a ganhar seis títulos do WRC com o compatriota Sebastien Ogier também a ganhar seis títulos, vencendo o campeonato entre 2013 e 2018 e igualando os seis títulos consecutivos de Rea.

A contagem de títulos de Bou ultrapassa largamente os seis de Rea, mas é uma das poucas pessoas que tem sido capaz de o fazer na respetiva disciplina, que é muito particular.

Na Fórmula 1, apenas dois pilotos podem reivindicar igualar ou bater os seis títulos de Rea, mas nenhum deles foi capaz de fazê-lo consecutivamente. Michael Schumacher conquistou sete títulos na sua carreira na F1 em duas épocas; incluindo cinco campeonatos consecutivos de 2000 a 2004.

Lewis Hamilton (acima) continua ativo na F1, e atualmente já tem sete títulos em seu nome, com quatro vindos em anos consecutivos de 2017 a 2020.

Apesar de não ser um campeonato mundial, A.J. Foyt reivindicou sete campeonatos sancionados pelo Clube Automóvel dos Estados Unidos (que se transformaram na moderna IndyCar) nas décadas de 1960 e 70, embora nunca mais de dois títulos consecutivos.

Tendo vencido em 1960, defendeu o seu título em 1961, antes de voltar a vencer em 1963 e 1964. O seu sexto título foi em 1967, antes de mais dois campeonatos em 1975 e 1979, os seus três últimos títulos ganhos com a sua equipa epónima.

O atual piloto da IndyCar, Scott Dixon, conquistou o seu sexto título na temporada de 2020, embora o neozelandês nunca tenha conquistado títulos consecutivos: venceu em 2003 antes de conquistar títulos em 2008, 2013, 2015, 2018 e 2020.

Outro concorrente que merece uma menção honrosa sem ganhar títulos mundiais é Stephane Peterhansel, que venceu o Rali Dakar 13 vezes em duas disciplinas: ganhou seis vezes em duas rodas e outras sete vezes em quatro rodas.

O sucesso do francês começou em 1991 nas motos, conquistando seis títulos em sete anos em Yamaha entre 1991 e 1998 antes de fazer a mudança para carros.

As 24 Horas de Le Mans é uma das maiores corridas do mundo, mas apenas dois pilotos a venceram em seis ocasiões ou mais: Jacky Ickx, que conquistou seis títulos entre 1969 e 1982, incluindo três títulos consecutivos em 1975, 1976 e 1977, e Tom Kristensen, que tem uma incrível série de nove vitórias de Le Mans em seu nome, incluindo seis consecutivas entre 2000 e 2005.

O sexto título de Rea, realmente, coloca-o num clube muito exclusivo com apenas um punhado de pessoas em todo o mundo do automobilismo capazes de serem comparadas em termos de campeonatos, ou mesmo eventos anuais pontuais, e um grupo ainda menor capaz de igualar os seis títulos consecutivos do homem da Irlanda do Norte.

5 1 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x