Dakar, Etapa 11: Sam Sunderland assume favoritismo a um dia do final

Por a 13 Janeiro 2022 11:01

A 11ª etapa do Dakar 2022 trouxe uma decisão preliminar na luta pelo triunfo. Sam Sunderland (GasGas) ganhou um bom avanço na classificação geral, ‘puxado’ por Kevin Benavides que beneficiou de um joker para continuar em prova. Joaquim Rodrigues teve outro grande dia, levando a Hero ao terceiro lugar na etapa para terminar a tirada a apenas 2m26s do vencedor.

Uma coisa parece certa, e com um elevado grau de probabilidade após esta 11ª etapa: tanto Adrien Van Beveren (Yamaha) como Joan Barreda (Honda) podem ter de enterrar o seu sonho de ganhar o Dakar 2022.

O piloto da Yamaha começou o penúltimo dia da corrida como líder de Dakar e perdeu 21 minutos para aquele que foi o vencedor ‘virtual’ da etapa,  Kevin Benavides que beneficiou de um joker para seguir em prova. Apesar de abandonar a etapa de ontem com um problema mecânico, o piloto argentino da Red Bull KTM  retomou a corrida esta manhã em virtude das novas regras para o FIM W2RC, do qual o Dakar faz parte, sendo o 39º piloto a partir e podendo dar uma preciosa ajuda, tanto a Sam Sunderland como Matthias Walkner, uma vez que todos correm com motos do Grupo Pierer Mobility.

Van Beveren e o ‘Bang Bang’ da Honda fizeram a maior parte da especial  junto com Toby Price (Red Bull KTM) e Luciano Benavides (Husqvarna), que tinha ficado em primeiro e segundo lugares na quarta-feira, perdendo ainda mais tempo nesta penúltima etapa do rali.

Sam Sunderland, por outro lado, usou a vantagem de partir de uma posição recuada para encetar uma condução furiosa e falhou a vitória na etapa por apenas 4 segundos. O britânico  recuperou tanto tempo que conseguiu transformar um défice de seis minutos numa vantagem de quase sete minutos nas contas da classificação geral. A um dia do final da prova, e com apenas 164 km cronometrados para se correr, o inglês tem tudo a seu favor para alcançar a sua segunda vitória no mais duro rali do mundo.

Dos pilotos de fábrica dos fabricantes japoneses, apenas Pablo Quintanilla foi capaz de limitar os danos a 7m40s. O piiloto da Honda ocupa o segundo lugar na classificação geral, mas apenas alguns segundos à frente de Matthias Walkner (Red Bull KTM) que apenas perdeu 4m54s na etapa 11. Assim, tudo aponta para que esta sexta-feira vejamos três primeiros a lutar pela vitória geral, Sunderland, Quintanilla e Walkner, com uma ligeira vantagem para o representante da GasGas.

Entre os pilotos portugueses e depois da vitória na terceira etapa, Joaquim Rodrigues voltaria hoje a brilhar com um terceiro lugar na etapa, colocando a sua Hero a apenas 2m26s do vencedor da tirada e mantendo o 14º lugar na geral. António Maio voltou ao top 20, conseguindo a 26ª posição e subindo ao 21º lugar. Rui Gonçalves terminou a etapa na 29ª posição com uma penalização de 15 minutos.

RESULTADOS DA ETAPA 11

CLASSIFICAÇÃO GERAL (APÓS 11/12 ETAPAS)

0 0 votes
Article Rating
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x