Dakar 2023: A nova regra que vai acabar com o “iô-iô” nos resultados

Por a 1 Dezembro 2022 21:25

Desde que o Dakar se mudou para a Arábia Saudita em 2020, temos assistido a um efeito “iô-iô” bastante pronunciado de etapa para etapa.

O que é o efeito “iô-iô”?

Nós explicamos: os pilotos mais rápidos numa etapa são fortemente penalizados na etapa seguinte e vice-versa. Em suma, o facto de se arrancar na frente de uma etapa tem vindo a ser altamente prejudicial pelo tempo que se perde para os adversários que vêm atrás.

Abrir pista vai compensar…

A primeira solução encontrada pela organização em 2023 foi atribuir bónus de tempo aos pilotos que lideram uma determinada distância em cada etapa.

Por exemplo, se o vencedor da etapa de ontem liderar a etapa de hoje durante 200 km, será “premiado” com um bónus de 5 minutos.

O objetivo é recompensar os pilotos mais rápidos e não penalizar os pilotos que arrancam na frente das etapas.

Mas nem todos terão o mesmo roadbook…

Como assim? Por forma a evitar que os pilotos se sigam uns aos outros – e consequentemente, que os de trás sejam sempre mais rápidos que os da frente – os pilotos seguirão caminhos diferentes em cada etapa.

Menos estratégia e mais acelerador?

Com todas estas alterações, o Dakar 2023 promete ser ainda mais disputado. Provavelmente, veremos no topo da classificação mais frequentemente os pilotos mais rápidos e destemidos e talvez não tanto os melhores “estrategas”.

No entanto, com uma corrida tão longa como esta, tudo pode acontecer e não é por acaso que a prova saudita é a mais mítica, mais exigente e mais desafiante corrida de todo-o-terreno a nível mundial.

Já sabe, de 31 de Dezembro a 15 de Janeiro, acompanhe o Rally Dakar “ao minuto” aqui no Motosport!

0 0 votes
Article Rating
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x