MotoGP, Motegi: Pneus para o Japão

Por a 16 Outubro 2019 14:30

Motegi exige grande estabilidade dianteira e ótima aderência traseira. Mas o traçado pára-arranca significa alguma falta de curvas encadeadas e, portanto, não há tanta pressão sobre os pneus traseiros como em outras pistas.

Em vez disso, a estabilidade dos travões dianteiros e o desempenho com o aquecimento são os atributos destacados de Motegi para a Michelin, que oferecerão compostos dianteiros simétricos, mas proporcionarão um lado direito mais duro nos pneus traseiros, devido à ligeira variação de 8 a 6 para as curvas à direita .

“Motegi é uma pista que exige estabilidade na frente, já que os pilotos travam com força em várias curvas, especialmente nas curvas de 90 graus, mas também precisam de aderência na parte traseira para colocar a potência e acelerar ao máximo nas curvas mais lentas “, explicou Piero Taramasso, gerente de duas rodas da Michelin Motorsport.

“Selecionámos compostos que sabemos que atenderão a esses requisitos e daremos a todos os pilotos a confiança de que precisam para forçar nessas curvas, mantendo o controle total das suas máquinas”.

A chuva costuma aparecer em Motegi, e nessa eventualidade, pneus macios e médios serão oferecidos, novamente simétricos na frente, mas assimétricos na traseira.

“Motegi também pode estar molhado, mas depois do que aconteceu em 2017, sabemos como os pneus de chuva funcionam, portanto, não há preocupações de que eles darão o melhor desempenho para todos”, disse ainda Taramasso.

Os recordes atuais de volta de Motegi foram estabelecidos por Jorge Lorenzo, em Yamaha, durante a era da Bridgestone.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x