MotoGP, França, Marc Márquez: “Os nossos problemas aumentaram na Europa”

Por a 15 Maio 2022 10:06

Marc Márquez não sonha hoje com uma vitória ou um pódio no GP de França em Le Mans, conta sim com um lugar entre as posições 5 e 7 na corrida.

Largando para a corrida em décimo, o oito vezes campeão mundial esperava temperaturas mais baixas, mas esse desejo parece que não se será realidade. Em Le Mans, o céu ainda está nublado e para o início da corrida de Moto2, estão previstos 20 graus, esperando-se que o termómetro suba até aos 26 graus às 14h00 locais (13h00 de Portugal continental) quando tiver início a corrida de MotoGP.

“No início da temporada foi muito difícil para mim entender e aceitar a nossa situação”, disse Marc ontem após o decepcionante Q2. “Não quero admitir, de início, que não temos a velocidade necessária para terminar no pódio. Mas então ficou cada vez mais claro que a nossa posição era difícil de aceitar. Agora é mais fácil para mim de corrida para corrida. Agora não tenho escolha a não ser admitir os nossos problemas. Porque toda vez que quero ir um pouco mais rápido e me aproximar dos melhores pilotos, caio. Troco de moto, mas isso não resolve os nossos problemas.”

Face a esta situação, e com as duas motos da Honda a ocuparem o 10º e 11º lugar na grelha de MotoGP, Marc Marquez evita estabelecer metas altas para o GP de França. “Se na corrida não fizer uma partida ideal, podemos terminar em 10º lugar. Isso já não seria uma surpresa para nós. Não é uma posição em que quero estar mas agora é hora de trabalhar. Devemos insistir para que algo aconteça. Precisamos de perceber o que se passa. Desde que chegamos à Europa os nossos problemas aumentaram.” Concluiu ontem Marc Marquez, durante a conferência de imprensa.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x