MotoGP, 2020: A Ducati, perdida em 2020?

Por a 13 Dezembro 2020 15:00

A Ducati nunca teve oportunidade de intervir na luta pelo título em 2020. A Desmosedici não se adaptou à nova geração de pneus da Michelin, mas além disso, houve outras vulnerabilidades

a Ducati tinha nada menos do que seis dos 22 pilotos em campo, a maior percentagem de qualquer marca

Em rigor, a Ducati desceu na classificação do Campeonato do Mundo de MotoGP nos últimos quatro anos.

Andrea Dovizioso venceu seis Grandes Prémios em 2017 e manteve a luta pelo título contra Marc Márquez até à final em Valência, até porque o colega de equipa Jorge Lorenzo teve de lhe dar a vitória na penúltima prova em Sepang, de acordo com as ordens de equipa.

Mesmo assim, Dovi ainda perdeu a luta pelo título por 37 pontos. Em 2018, o número 04 teria mais quatro vitórias, em 2019 duas vitórias, mas apenas uma em 2020.

No ano passado, Dovi perdeu o jogo contra Márquez por uns impressionantes 151 pontos.

A Ducati Corse não pode estar satisfeita com a temporada de MotoGP de 2020, porque no primeiro ano desde 2012 sem Márquez, quando a hipótese de serem eles campeões era mais forte, apenas conseguiram as posições de 4º com Dovizioso, 7º com Miller e 12º com Petrucci.

Se olharmos para o campeonato do mundo de pilotos, a fábrica da KTM, que ainda há dois anos era alvo de gracejos, levou Pol Espargaró ao 5º lugar do Campeonato do Mundo de Pilotos, e teve mais vitórias que todos os pilotos Ducati juntos.

No entanto, a Ducati tinha nada menos do que seis dos 22 pilotos em campo, a maior percentagem de qualquer marca.

Lembremos que a Suzuki limitou-se a dois e destacou-se no Campeonato do Mundo com tantas vitórias como a Ducati, com duas, e no campeonato mundial de pilotos com o 1º e 3º lugares de Joan Mir e Alex Rins.

Em 2020, pelo menos seis dos 22 pilotos regulares conduziam uma Ducati Desmosedici, mas a Suzuki usou apenas dois pilotos para um resultado muito melhor.

2020 para a Ducati foi, portanto, uma enorme oportunidade desperdiçada.

E mesmo vencer o Campeonato do Mundo de Construtores só aconteceu porque a Yamaha viu-se destituída de 25 pontos pela vitória de Jerez por causa do caso das válvulas ilegais.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x