Moto2, Valencia: Binder x Lüthi x Navarro: a luta atrás de Márquez

Por a 12 Novembro 2019 16:00

Apesar de uma parte da temporada verdadeiramente dominante para Alex Márquez (EG 0,0 Marc VDS), a pressão estava começando a aumentar para o líder, e os dois homens que entraram na disputa foram Brad Binder (KTM Red Bull) Alho) e Tom Lüthi (Dynavolt Intact GP). Mas o número 73 manteve-se frio no calor escaldante de Sepang para subir ao décimo pódio do ano e se tornar bicampeão mundial, logo agora a luta é pelo segundo e pela vitória final do ano.

Márquez está agora livre da pressão que parecia acalmar algumas das suas recentes corridas, por isso é o favorito à partida – especialmente devido a jogar no seu território. Mas Binder está numa forma séria e procurando a sua terceira vitória consecutiva, e Lüthi apenas lidera o sul-africano por quatro pontos,. E o pêndulo pode pender nessa batalha com muita facilidade, mas, na realidade, não é um duelo a dois, porque Jorge Navarro (MB Conveyors Speed ​​Up) permanece ao alcance de segundo – e corre em casa.

O valenciano teve uma temporada impressionante em 2019, com sete pódios até agora e mais uma chance de conquistar outro. Mas ainda não venceu na classe intermédia e agora certamente seria a hora de o fazer. Não apenas por estar na frente dos seus fãs em casa, mas também pela classificação, pois ele está a 24 pontos de Binder, o que significa que só uma vitória lhe serve.

Augusto Fernandez (Flexbox HP 40) também enfrenta uma chance remota, em quarto da geral. Após algumas corridas mais difíceis, o espanhol voltará a competir em território familiar, e isso faz frequentemente a diferença. Ele também precisa ficar de olho em Luca Marini (Sky VR46), com o italiano 15 pontos atrás dele e ainda capaz de perturbar a festa. Mas Marini também tem um alvo nas costas: Lorenzo Baldassarri (Flexbox HP 40) está 11 pontos atrás. A luta pelo segundo parece improvável de escapar sem interferência de Binder, Lüthi e Navarro…

A luta pelo Rookie do Ano é outra que vai até ao fim. Com os três homens em disputa todos a cair em Sepang, a batalha chegou ao final e é Fabio Di Giannantonio (MB Conveyors Speed ​​Up) que chega à frente. Ele está seis pontos à frente do compatriota líder da temporada anterior, Enea Bastianini (Italtrans Racign), com o herói em casa Jorge Martin (KTM Red Bull Ajo) enfrentando uma subida mais acentuada da terceira posição. É a corrida final, e alguém vai ficar no topo de uma vez por todas – mas quem?

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto2
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png