MotoGP, 2020, Valência: Cal Crutchlow confirma contrato de piloto de teste Yamaha

Por a 12 Novembro 2020 14:29

No fim de semana passado, Andrea Dovizioso rejeitou a oferta de piloto de teste da Yamaha, preferindo titar um ano sabático, pelo que agora os japoneses chegaram a um acordo com Cal Crutchlow

Cal Crutchlow, de 35 anos, também teve uma oferta da Honda para a temporada de 2021. No entanto, o britânico rejeitou desde então a oferta da HRC, porque como a Honda é apoiada pela Red Bull, teria de renunciar ao seu lucrativo contrato com a Monster Energy.

O seu papel na Honda poderia ter incluído o Campeonato do Mundo de Superbike, a corrida das 8 Horas de Suzuka e testes individuais de MotoGP.

Mas o triplo vencedor em MotoGP, que corre na Honda LCR desde 2015, vai agora juntar-se à fábrica japonesa depois do falhanço das negociações com Dovi na Yamaha.

Já em 2011 e 2012 Crutchlow pilotou as Yamaha M1 na classe rainha na Tech3.

Crutchlow também esteve recentemente em conversações com a Aprilia Racing e poderia ter-se tornado colega de equipa de Aleix Espargaró depois da suspensão prolongada de Andrea Iannone ter sido confirmada.

A diferença é que na Yamaha, Cal Crutchlow vai encontrar um pacote competitivo.

Poderá alinhar em três Grandes Prémios com wildcard em 2021 e até juntar-se à Yamaha Monster ou à Yamaha Petronas como piloto de substituição.

A notícia quente do paddock de Valência é que o contrato está prestes a ser assinado.

Crutchlow ocupará assim o lugar de Jorge Lorenzo, que caiu das boas graças da na Yamaha.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x