SBK: Os azares de Álvaro Bautista

Por a 15 Julho 2019 16:00

Álvaro Bautista começou a temporada de rookie no Campeonato Mundial de Superbike com três vitórias triplas, mas em Laguna Seca, foi um hat-trick de um tipo diferente que o afetou. O espanhol não conseguiu marcar nenhum ponto durante a Ronda dos EUA depois de cair na Corrida 1 e ser eliminado por um toque de Razgatlioglu na Corrida Superpole, resultando numa lesão no ombro que consequentemente o forçou a abandonar a Corrida 2.

Após as quatro primeiras provas, qualquer um que pensasse que Bautista não lideraria o campeonato nas férias de verão seria classificado como pessimista. Mas agora Bautista está atrás do líder do campeonato, Jonathan Rea (Kawasaki Racing), por 81 pontos depois da sua última catástrofe em pista, e duas vitórias e um segundo para o Norte-Irlandês.

Apesar de tentar rodar na última corrida do fim-de-semana, a lesão provou-se dolorosa demais para Bautista, que simplesmente não tem sorte de momento.

Revendo a ronda final antes do início das férias de verão, Bautista disse: “A boa sorte para nós desapareceu neste fim-de-semana. Ainda tinha duas corridas hoje depois do acidente de ontem, mas na Superpole, na Curva 2, o Razgatlioglu veio do lado de fora da pista para o interior e tocou-me, o que me causou mais uma queda.”

“Infelizmente, eu bati com o meu ombro com muita, muita força. Felizmente, não há nada partido, mas é muito doloroso e também deu alguns problemas de ligamentos.”

Tendo regressado a Laguna Seca seis anos depois da sua corrida anterior em MotoGP, Bautista não estava à espera que uma reviravolta desse tipo lhe acontecesse, a apenas 12 corridas e quatro jornadas para o fim da temporada 2019.

Dessas quatro rondas, Bautista nunca correu em três dos circuitos, embora muitos testes em Portimão se possam vir a revelar essenciais para lhe dar uma vantagem competitiva.

Continuando a falar sobre o intervalo para Jonathan Rea e as esperanças de se tornar Campeão de SBK em sua temporada de estreia, Bautista ainda estava otimista: “Matematicamente, ainda é possível, mas eu também sou realista. Agora, o meu alvo é aproveitar as quatro provas que restam. São novos circuitos para mim, mas vou tentar permanecer positivo e dar o meu melhor! “

Embora Jonathan Rea tenha alcançado uma das reviravoltas mais notáveis ​​da história das SBK, Bautista tentará inverter as sortes. Houve inúmeras ocasiões em que grandes vantagens de pontos foram derrubadas nas SBK, principalmente em 1998, 2002, 2009 e 2014. Será que Alvaro Bautista vai ser capaz de recuperar?

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png