SBK, 2020: Teste positivo para Razgatlıoğlu e Van der Mark

Por a 26 Fevereiro 2020 15:00

A Yamaha Pata, com os pilotos Toprak Razgatlioglu e Michael van der Mark, completou o último teste de pré-temporada em Phillip Island com sucesso, pois registaram a quarta e sétima volta mais rápidas na geral, respetivamente.

Razgatlioglu mostrou mais uma vez ritmo real e confiança na nova Yamaha R1 da Pata de 2020, terminando a apenas 0,292 segundos do tempo mais rápido, apesar de também trabalhar por longos períodos no ritmo com pneus usados e no equilíbrio geral das motos para levar para as três corridas em Phillip Island este fim-de-semana.

Depois de dois dias fortes em pista para a Equipa Oficial da Yamaha, van der Mark ficou satisfeito com a sétima volta mais rápida, tendo-se focado no ritmo geral da corrida e fazendo os preparativos técnicos finais – que incluíam duas simulações de corrida de fundo muito encorajadoras.

Razgatlioglu fez 123 voltas no total contra os seus principais rivais, e van der Mark teria averbado mais do que as 103 que acabou por fazer, se não fosse por ter sofrido uma queda no setor final, numa volta que o teria visto desafiar para o melhor tempo. Recuperou bem para chegar a um décimo do seu melhor tempo pessoal, estabelecido na FP3 dessa manhã, na última sessão depois de algum trabalho astuto da sua equipa técnica nas boxes.

O circuito de Phillip Island, com 4.445 m de comprimento, presenciou chuva fraca por vezes no primeiro dia, e vários incidentes de bandeira vermelha, mas a equipa fez o melhor tempo de pista disponível num circuito que tem a reputação de ser muito duro com a durabilidade dos pneus, especialmente no lado esquerdo.

Com o elevado potencial de desgaste dos pneus em mente, as soluções técnicas e os ajustes aos estilos de pilotagem foram muito mais focados do que liderar com uma volta rápida única, depois de Razgatlioglu já ter sido o piloto mais rápido de todos no primeiro dia.

Agora, a atenção da Yamaha Pata vai concentrar-se em fazer um bom início de semana de corrida, na sexta-feira, 28 de Fevereiro, para preparar o que parece estar a moldar-se como uma nova temporada emocionante no Sábado, 29.

Toprak Razgatlıoğlu – Posição: 4º com 1:30.740

“Trabalhámos para ter uma boa aderência e uma moto que vira bem e, mais uma vez, vamos tentar mais com estas coisas com a R1 na sexta-feira. Estamos felizes porque para mim foi muito importante poder andar na R1 nesta pista em condições secas. Esta última tarde eu andei mais num estilo de corrida e não foi mau, foi muito bom, na verdade. Mas na sexta-feira tentaremos outra nova configuração para melhor aderência. É importante fazer simulações de corrida e as nossas voltas foram consistentes. Senti-me bem. O Michael também foi rápido em condições de corrida, por isso vamos ver como estão as coisas nas corridas. As corridas de Phillip Island podem começar devagar, devagar e depois rápido – lembro-me que no ano passado começámos com voltas de 1:32 e depois de algumas voltas fomos para os 1.31s. Mas teremos de ver, porque estamos em 2020, não em 2019!”

Michael van der Mark – Posição: 7º com 1:31.077

“Estou muito feliz com o nosso teste e com a R1 de 2020. O nosso principal objetivo era melhorar o ritmo de corrida e poupar os pneus. Fizemos um longo percurso, o que foi realmente positivo, e ontem tentámos algumas coisas diferentes com a suspensão traseira e o ritmo voltou a estar lá, especialmente numa simulação de corrida. Estou muito feliz com o resultado do teste, mas infelizmente, quando estava a caminho da minha volta mais rápida, caí, por isso foi uma pena. Mas se olharmos para as simulações de corrida, foram muito boas. Ontem fiz 20 voltas e os pneus ainda estavam bem. Temos de começar a corrida com uma abordagem diferente do normal, mas esta não é a minha primeira vez em Phillip Island, por isso sabemos isso. No início, penso que todos serão um pouco conservadores, mas no final veremos quem é o mais forte. Vai ser sempre uma surpresa nesta corrida!”

Paul Denning – Diretor de Equipa

“Acho que nenhuma equipa ou fabricante termina o teste de Phillip Island com todas as respostas… No entanto, apesar de alguns mais detalhes ainda para melhorar, em geral, estamos muito satisfeitos com o trabalho concluído e com o ritmo tanto dos pilotos como da R1. A tripulação fez um grande trabalho, incluindo do lado do Mikey para ter uma moto muito danificada pronta para o segundo treino livre. Agora, o trabalho é simplesmente fazer um plano claro para o fim-de-semana de corrida e encontrar um par de décimos onde podemos, mas o mais importante, fornecer aos rapazes uma R1 que pode fazer 22 voltas fortes e consistentes no Sábado e no Domingo – os nossos objetivos são certamente maiores do que quando estivemos neste circuito há um ano.”.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png