Luís Oliveira quebrou 11 anos de hegemonia Patrão/Maio em Portalegre

Por a 26 Outubro 2015 18:31

Depois de 11 anos em que a Baja Portalegre 500 conheceu apenas o nome de dois vencedores nas motos, Mário Patrão (6) e António Maio (5), a edição deste ano da prova alentejana ficou marcada pelo triunfo de Luís Oliveira que uma semana antes se sagrara Campeão Nacional de Enduro. Depois de uma vitória no prólogo, o piloto da Yamaha foi superado por Mário Patrão num segundo setor seletivo que este ano foi também incluído na primeira etapa e que teve partida de Ponte de Sor.

Para o segundo dia de corrida, cujo arranque teve lugar no Crato, Mário Patrão apostava tudo em vencer, aguardando por um eventual deslize de António Maio que partiu para esta corrida debilitado fisicamente, mas a necessitar apenas de terminar na 5ª posição. O deslize acabou por vir do lado do campeão 2014, que teve uma saída de pista que abriu caminho ao triunfo de Luís Oliveira por escassos 26 segundos.

António Maio cumpriu os seus objetivos e depois de ter ganho todas as anteriores corridas em que participara esta temporada, averbou um quarto lugar que foi mais do que suficiente para conquistar o primeiro título absoluto da sua carreira.

Sebastian Buhler, companheiro de Maio na Yamaha, alcançou o derradeiro lugar no pódio e na despedida do título da classe TT1, bem se pode congratular de ter triunfado em todas as corridas que disputou do CNTT, num ano de 2015 marcado por diversas lesões.

Para além de António Maio conquistaram também títulos nas respetivas classes, Gustavo Gaudêncio (Honda), novo campeão TT1, após seis anos de paragem e que foi ainda sexto classificado absoluto e Fausto Mota (KTM) que venceu entre as TT3 e terminou em 8º lugar.
Excelentes resultados também para David Megre (KTM), que foi o 5º classificado e para um estreante em Portalegre, o brasileiro Ricardo Martins em Yamaha, líder do campeonato do seu país, que terminou na 7ª posição.

A encerrar o Top 10 ficaram o jovem Salvador Vargas (KTM), campeão promoção em 2014 e que aqui foi segundo na classe TT3 e o veterano Pedro Oliveira (Yamaha), que venceu a classe destinada a pilotos com mais de 40 anos. Mesmo não terminado a prova, João Piloto sagrou-se vencedor do Troféu Nacional de Promoção, enquanto Catarina Sampaio conseguiu superar o desafio de se estrear e completar com sucesso uma participação na mítica Baja Portalegre 500 onde tantas vezes participou o seu pai Rodolfo Sampaio.
Classificação final do Campeonato:

Moto: 1º António Maio, 93 pontos; 2º Mário Patrão, 88; 3º Gustavo Gaudêncio, 63; 4º Ruben Faria, 58; 5º Fausto Mota, 53; 6º David Megre, 48

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Nacional TT
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png