Dakar 2019: Quem vai ganhar? Quem jogar melhor na estratégia!

Por a 13 Janeiro 2019 13:43

Chegados ao final da primeira metade do rali e após o dia de descanso, hoje Domingo 13, o rali retoma o seu ritmo para mais 5 etapas, estas mais decisivas ainda, à medida que o dia final de aproxima.

E como o Motosport já referiu no final da etapa 5, alguns pilotos já iniciaram a aplicação de medidas estratégicas que lhes permitam poder chegar ao ultimo dia de prova em posição de a ganhar.

O dado mais difícil de gerir nesta edição do Peru è o facto de as etapas serem maioritariamente compostas por dunas e não estradas e caminhos demarcados. As dunas não têm caminhos, têm direções…ou seja os pilotos seguem o road book, mas precisam muito mais do GPS que lhes indica a direção certa para o próximo waypoint. De um waypoint até ao próximo, provavelmente não existirá uma estrada a percorrer, mas sim uma direção a tomar com uma infinidade ilimitada de locais por onde passar. Há que encontrar a mais curta…

E é claro que os pilotos que partem da frente, têm que se concentrar brutalmente na navegação, para saberem por onde deverão seguir, o que lhes retira velocidade.

Os pilotos que partem mais de trás, ao partirem para a pista, vão sempre encontrar os rastos dos pilotos que partiram mais cedo, o que se revela uma enorme vantagem em termos de velocidade.

E também sabemos que num rali como o Dakar deste ano, em que as etapas se desenrolam todas elas dentro de uma pequena área de deserto, onde se pernoita em apenas 4 locais diferentes, aos quais se regressa varias vezes, isto significa que os concorrentes vão percorrer as mesmas dunas em sentidos e direções diferentes. O percurso não é em linha, como nas edições anteriores, pelo contrario anda-se para cima e para baixo a acumular quilómetros numa área muito pequena. E é esta situação, pouco comum no Dakar, que tem permito algumas “malandrices” de algumas equipas mais sofisticadas, que, recorrendo à ajuda de pessoal local, muito conhecedor daquelas dunas, consegue definir caminhos mais curtos entre waypoints, do que aqueles que o road-book indica. Por isso a organização impediu agora que os road-books tenham indicações extra, incluídas pelos pilotos,  que os possam ajudar a encontrar esses caminhos mais curtos.

Mas como escrevemos na passada 6ª feira ( ler aqui ) à chegada da etapa 5, sentimos que o domínio que o Pablo Quintanilla impusera ao longo de toda a etapa, não batia certo com o facto de este ter passado de 1º para  12º depois do ultimo waypoint, assim de repente, sem ter tido uma avaria ou uma queda. Ficámos a pensar que ele teria abrandado ou mesmo parado, para baixar a sua classificação na etapa, o que o beneficiaria na  etapa 6.

Pois Pablo Quintanilla confirmou ele mesmo na sua pagina de Instagram o que nós prevíramos:

 

Também Kevin Benavides assumiu que teria feito um pouco de “estratégia” no final da etapa5:

Por isso meus senhores, vamos a coisas sérias, ganhar o Dakar é um objectivo para todos os que ainda o podem fazer.

e são muitos, pois ao fim de 5 etapas temos os 7 primeiros classificados, separados por apenas 9 minutos! Ainda todos esses podem ganhar.

Não é uma questão de ritmo e de sorte apenas. mas sim uma questão de competência na gestão dos andamentos e dos tempos perdidos, por forma a conseguir classificar-se na etapa, na posição mais vantajosa, por forma a manter-se no topo da classificação geral,

Vai ser um jogo extremamente difícil, que não é novo no Dakar mas que este ano ganha uma muito maior expressão.

Esta é a classificação Geral à partida para a 6ª etapa:

E a posição de largada vai ser a seguinte:

Os dois principais candidatos à vitoria serão Ricky Brabec e Pablo Quintanilla, que estão na liderança da prova e que hoje partirão bem atrás (12º e 14º). Toby Price também tem excelentes hipótese, pois está em 4º da geral e parte de 9º.

Acreditamos que o vencedor sairá deste grupo…

Sam Sunderland está em 2º da Geral, mas vai perder muito tempo hoje a abrir a pista. Van Beveren está em 5º e parte 5º, portanto tem a vida complicada também…

Matthias Walker está lesionado num pé e deverá ainda vir a sofrer com dores…Kevin Benavides está em 7º (com 9m01s de atraso (já é bastante), mas parte de 7º, vamos ver talvez nos possa surpreender…

Uma coisa é certa, com diferenças tão curtas entre os primeiros, a vitória vai ser disputada até ao fim…

Grande Dakar!

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas TT
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png