Dakar 2019, Matthias Walkner: “A missão é clara: defender o meu título”

Por a 6 Janeiro 2019 11:47

Pela primeira vez na história do Dakar, um austríaco vai usar o número 1. Uma estreia que se segue à vitória de Matthias Walkner na edição 40, algo que o seu mentor Heinz Kinigadner nunca conseguiu fazer. Foi também “Kini”, o director da equipa KTM Motorsports, que supervisionou a conversão do jovem Matthais de Campeão do Mundo de Motocross para rally-raid. O austríaco fez uma estreia promissora com uma vitória em etapa, mas as coisas ficaram mais difíceis com os abandonos em 2015 e 2016. Mas Walkner é um aprendiz rápido e recuperou com um segundi lugar em 2017 e a vitória do ano passado em Córdoba. O seu ano foi muito ocupado entre solicitações, treinos na Áustria, testes em Marrocos e as quatro rondas do campeonato mundial de ralis em que terminou em terceiro lugar. Eleito atleta austríaco do ano no automobilismo e quarto na geral, muito atrás de seu amigo e bicampeão olímpico de esqui alpino, Marcel Hirschner, Walkner tem apenas um pensamento na sua mente e que é defender o seu título do Dakar.

“Muita coisa aconteceu desde o meu triunfo no Dakar. Conheci muita gente e experimentei coisas novas. Tempos que nunca vou esquecer. Fiz muito motocross, enduro e, claro, testes em Marrocos com a KTM. Durante as minhas corridas na América do Sul e em Marrocos, vim com força, apesar de não parecer nos meus resultados. Estou encantado por ter terminado em terceiro no campeonato do mundo. O objectivo é atingir todo o meu potencial no Dakar de 2019. A missão é clara: defender o meu título”, disse o piloto da KTM.

2018: 1º (KTM 450 Rally – 1 vitória em 1 etapa)
2017: 2º (KTM 450 Rally)
2016: Abandono Etapa 7 (KTM 450 Rally)
2015: Abandono Etapa 10 (KTM 450 Rally 1 etapa ganha)

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas TT
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x