Dakar 2017: Paulo Gonçalves o melhor luso e Joaquim Rodrigues o melhor estreante

Por a 14 Janeiro 2017 12:05

A representação lusa no Dakar 2017 bem se pode dizer que termina com um saldo bastante positivo, já que dos 11 pilotos que alinharam à partida da prova em Assunção no Paraguai, nove terminaram aquela que terá sido a mais dura das provas realizadas na América do Sul.

Paulo Gonçalves, foi o ponta de lança da comitiva lusa assumindo desde cedo o papel de melhor piloto português na prova e não fosse a penalização imposta na quarta etapa e é certo que o piloto da Honda tinha terminado no pódio esta 39ª edição do Dakar.

Apesar de tudo Gonçalves foi sexto a 52m29s do vencedor da prova, enquanto Hélder Rodrigues (Yamaha), depois de uma primeira semana em que perdeu muito tempo para os da frente, acabou por realizar uma segunda e última semana de prova bem melhor terminado assim o seu 11º Dakar na nona posição da geral a 2h03m06s, na frente de um surpreendente Joaquim Rodrigues (Hero), que na sua estreia na prova foi 10º e o melhor dos estreantes portugueses na grande maratona sul americana. O piloto da Hero Motosports terminou o seu primeiro Dakar a 2h19m37s do vencedor e permitiu que Portugal tivesse três pilotos no top 10. feito que mais nenhum país alcançou nesta edição da prova.

Já Mário Patrão (KTM) termina mais um Dakar na 20ª posição da geral. Depois de uma época marcada pela recuperação de uma lesão, o piloto de Seia que alinhou na equipa de fabrica da KTM fechou a edição 2017 do Dakar com um top 20 o que acaba por ser positivo.

Surpreendente foi o registo de outro dos estreantes portugueses na prova, Gonçalo Reis (KTM), andou sempre dentro dos 30 primeiros e acabou o seu primeiro Dakar na 26ª posição da classificação geral.

Realizando uma prova de trás para a frente e de grande valia, Fernando Sousa Jr (KTM) acabou igualmente por ser uma das surpresas positivas da prova, ao terminar na 42ª posição da geral o seu primeiro Dakar. Já  Fausto Mota (Yamaha) foi 49º melhorando a sua prestação face ao resultado alcançado no seu primeiro Dakar, enquanto o seu companheiro de equipa, Rui Oliveira ocupou a posição 53.

Já Pedro Bianchi Prata (Honda), um dos pilotos portugueses com mais presenças no Dakar, fechou a sua participação ocupando a 57ª posição da classificação geral.

Class fim

 

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Dakar
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png