Moto2, 2020, Brno: Será que Bastianini e Marini podem bater Nagashima?

Por a 3 Agosto 2020 14:30

Três vencedores de três corridas é a forma mais simples de escrever a história da Moto2 até agora em 2020.

Primeiro, foi Tetsuta Nagashima (KTM Red Bull Ajo) a assumir a liderança no Qatar antes de ter de se contentar com segundo na 2ª ronda, com Luca Marini (Sky VR46) a recuperar para conseguir a vitória.

Depois ficou tudo ainda mais junto, com uma queda durante o GP da Andaluzia que parecia colocar o japonês para trás e um novo vencedor a emergir no degrau superior, pela primeira vez na classe intermédia.

O novo miúdo no quarteirão da vitória foi Enea Bastianini (Italtrans Racing Team), e isto significa que vamos para Brno com apenas cinco pontos separando os três primeiros.

50, 48, 45, Nagashima, Bastianini, Marini, com mais 75 em jogo nos próximos três fins de semana.

No ano passado, Bastianini foi terceiro e subiu ao primeiro pódio em Moto2 na Checa, o que é um bom presságio. Marini foi quinto, no entanto, o que também augura bem… e Nagashima foi nono, o que também foi um final sólido para ele nessa época.

Mas será que os resultados passados nos dão mais uma pista num novo visual de 2020, com a Triumph agora o fornecedor oficial de motores e tantos pilotos em forma?

O par da Speed Up Jorge Navarro e Fabio Di Giannantonio esperam que sim. O espanhol teve um início de temporada de altos e baixos e andou a roçar o pódio no ano passado, e ‘Diggia’ esteve no pódio pela primeira vez em Moto2.

Tom Lüthi (Liqui Moly Intact) espera que o passado também conte para alguma coisa, já que o veterano suíço é o único homem em campo que já venceu uma corrida de Moto2 na pista.

Tanto ele como o seu colega de equipa Marcel Schrötter esperam mais, tendo ambos tido um início de 2020 mais difícil do que muitos esperavam. A velocidade já lá esteve, mas os domingos têm sido, por vezes, uma batalha difícil e dar a volta agora iria realmente agitar as coisas.

Aron Canet (Openbank Aspar Team), no entanto, é também vencedor de um Grande Prémio no circuito, só que em Moto3. O estreante em Moto2 tem sido um dos artistas de destaque da temporada até agora, discretamente, ou talvez nem tanto, acumulando pontos e resultados impressionantes.

Canet é o quarto da classificação após as suas três primeiras corridas na classe intermédia, e certamente um primeiro pódio é apenas uma questão de tempo.

Sam Lowes (EG 0,0 Marc VDS), depois de ter falhado o Qatar por lesão, voltou a atacar em Jerez e ficou em quarto lugar.

Marco Bezzecchi (Sky VR46) transformou o seu ritmo em pontos apesar da sua lesão, Jorge Martin (KTM Red Bull Ajo) tem estado na pole e no pódio, Lorenzo Baldassarri (Flexbox HP 40) ainda está no grupo de topo da classificação… e Joe Roberts (Tennor American Racing) foi uma estrela e deu espetáculo no Qatar antes de passar por momentos mais difíceis na Andaluzia, mas o seu melhor resultado antes de Losail este ano foi um décimo em Brno à chuva, na sua estreia em Moto2.

É uma pista que ele adora desde que correu na Rookies Cup Red Bull…

Mais um fim de semana, outra pista, e mais 25 pontos na mesa. Qualquer um dos sete pode deixar a Checa no topo da pilha, mas a vantagem, parece do lado dos Italianos por enquanto.

E se Nagashima contra-atacar? Ou iremos ter um quarto vencedor diferente na quarta corrida da temporada?

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x