MotoGP: Um sonho que se tornou em pesadelo

Por a 30 Julho 2019 15:56

Quando se soube que Jorge Lorenzo iria sair da Ducati e substituiria Dani Pedrosa ao lado de Marquez todos os olhares se colocaram na equipa da Honda. Era difícil perceber o que esperar de Lorenzo depois da lesão que lhe afetou grande parte da segunda metade da temporada de 2018.

O piloto espanhol lesionou-se no pé depois de uma queda logo no início da corrida em Aragão, não conseguindo regressar à pista. Apesar do acidente sofrido e das dúvidas em relação à data do seu regresso, voltou para o GP da Tailândia. Porém, Lorenzo parecia estar destinado a parar por ali. Voltou a cair, lesionando, desta vez, o pulso esquerdo. Chegou a fazer várias tentativas para regressar antes do final da temporada, mas sem efeito.

O piloto da Honda tem tentado minimizar o desconforto através de diversos procedimentos cirúrgicos que parecem não estar a ter o resultado que tanto desejaria. A vontade de voltar às pistas era demasiado grande e fez duas tentativas (no Japão e na Malásia). A ideia não resultou e a acabou por desistir nas duas situações, tendo regressado para a última corrida do ano, em Valência.

As esperanças para Jorge Lorenzo passaram para o ano seguinte. Nas corridas que realizou na época de 2018, era esperado que, depois de vários meses a recuperar da lesão que afetou a restante temporada, regressasse em força para 2019. A Honda começou a ser vista como tendo uma equipa imbatível e que com a junção de Marquez e Lorenzo, mais ninguém poderia fazer frente à marca.

No entanto, e como nem sempre a expectativa corresponde à realidade, não foi exactamente isso que aconteceu. Marquez continua, inevitavelmente, imbatível sendo muito difícil retirá-lo do top 3 em qualquer corrida. A sua consistência mantém-no com uma grande vantagem, tal como no ano passado, e está no caminho certo para voltar a vencer o campeonato este ano.

Marc Marquez e Jorge Lorenzo na apresentação da equipa com Lorenzo ainda com ligaduras no pulso esquerdo.

Porém, para Lorenzo as coisas foram bastante diferentes. No início da corrente época era grande o suspense para ver o que poderia fazer a mais recente aquisição da Honda. Caiu nos treinos livres no GP do Qatar, na Argentina as coisas também não correram da melhor forma, não tendo conseguido grandes progressões na corrida, já para não falar do GP das Américas, onde teve de abandonar devido a um problema na mota.

Os problemas não terminaram aí, terminando fora do top 10 em todas as corridas que se seguiram. O piloto dizia que ainda não se sentia bem e que a partir da corrida de Jerez é que conseguiria eventualmente voltar ao seu melhor. Tal como foi referido, a promessa acabou por não se cumprir e Lorenzo continuou com resultados abaixo do esperado.

Chegado o GP da Catalunha, o espanhol parecia forte e conseguiu subir alguns lugares logo no início. A sua vontade de vencer levou-o longe de mais, fazendo-o escorregar numa curva atirando também ao asfalto Andrea Dovizioso, Maverick Viñales e Valentino Rossi. A polémica instalou-se e Lorenzo acabou por admitir a culpa.

Já não bastava tudo o que tinha passado até ao momento, o azar voltou no GP de Assen. O piloto voltou a cair nos treinos livres, contraindo fraturas em duas vértebras, o que o impediu de participar nas duas últimas corridas que antecederam a pausa de verão.

A queda de Jorge Lorenzo deu-se durante os treinos livres em Assen e atirou-o para fora das pistas

O grande objectivo era regressar para o GP da República Checa e foi essa a informação aquando do diagnóstico. Porém, é quase certo que tal não vá acontecer. Apesar de estar a dar grandes passos na sua recuperação, Jorge Lorenzo ainda tem os movimentos muito restritos e algumas dores. Alguns meios de comunicação, como a Marca, já avançaram com a informação de que o espanhol apenas regressará no GP de Inglaterra. O acordo entre Lorenzo e a equipa terá tido por objectivo garantir que o piloto recupera na totalidade. De uma coisa não há dúvidas: o seu regresso está dependente da evolução na recuperação, que é algo imprevisível.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Newsletter
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png