Supercross Paris: 13.º lugar final para Hugo Basaúla no maior SX da Europa

Por a 13 Novembro 2022 20:29

Na sua segunda participação no mais importante (e mais antigo) Supercross realizado no continente europeu, Hugo Basaúla teve um fim-de-semana de evolução constante.

14.º na corrida Sprint 1 de Sábado

Hugo Basaúla saiu da grelha na 12.ª posição mas, logo na primeira volta, ultrapassou Maxime Desprey e ascendeu a 11.º. Num circuito bastante técnico, o português perderia algumas posições ao longo da corrida, cortando a meta em 14.º.

15.º na corrida Sprint 2 de Sábado

Hugo Basaúla tentou a trajetória interior logo após o cair da grelha mas essa opção relegou-o para 15.º. O piloto da Caismotor não se deixou afetar e rapidamente subiu a 12.º.

Tal como já tinha acontecido na primeira corrida “sprint”, o  “Basa” perderia algumas posições numa pista tão técnica como esta e acabaria por cortar a meta em 15.º.

14.º na Final de Sábado

Hugo Basaúla não saiu bem da grelha e, na primeira passagem pela linha de meta, o piloto da Caismotor era o 15.º classificado.

O português superou o espanhol Joan Cros na segunda volta e subiu para 14.º. A meio da corrida, o “Basa” aproveitou os erros dos franceses Killian Poll e Thomas Ramette  e assumiu o 12.º posto.

No entanto, Cros foi mais forte nos últimos minutos e superou Basaúla que, desta forma, desceu para 13.º. Infelizmente, o campeão nacional magoou-se a seis voltas do fim e teve de parar, azar que o relegou para a 14.ª posição final.

13.º na corrida Sprint 1 de Domingo

Hugo Basaúla tinha prometido melhorar face a sábado e foi isso mesmo que aconteceu! O piloto da Caismotor arrancou em 12.º mas, logo à segunda volta, subiu para 11.º. O português aí se manteve durante três voltas mas não conseguiu segurar atrás de si Julien Roussaly e Joan Cros e cortou a meta em 13.º.

13.º na corrida Sprint 2 de Domingo

Hugo Basaúla teve o seu melhor arranque do fim-de-semana. O campeão nacional de SX Elite saiu da grelha em 10.º mas viria a ser ultrapassado por Greg Aranda na volta de abertura.

O piloto da Caismotor perdeu também posições para Julien Roussaly e Maxime Desprey e desceu para 13.º nas voltas seguintes.

O português ainda chegou a ocupar o 14.º posto mas o abandono de Thomas Ramette permitiu-lhe reassumir o 13.º lugar, mesmo tendo perdido muito tempo ao não transpor o salto da meta para respeitar uma situação de bandeiras amarelas.

12.º na Final de Domingo

Hugo Basaúla saiu da grelha na 11.ª posição mas na segunda volta perdeu um lugar para Maxime Desprey e desceu para 12.º.

Autor de uma corrida muito consistente, o português aguentou atrás de si o francês Killian Poll, o espanhol Joan Cros e o norte-americano Alex Ray e terminou na 12.ª posição, o seu melhor resultado de todo o fim-de-semana.

13.º lugar na classificação final do Supercross de Paris 2022

17.º classificado na sua estreia na capital francesa, Hugo Basaúla foi desta vez o 13.º colocado na conclusão do fim-de-semana. O “Basa” é o 4.º português a participar no mítico Supercross de Paris, depois de Johnny Esteves (1991), Joaquim Rodrigues (2001, 2002 e 2004) e Rui Gonçalves (2002 e 2003).

Classificação final “Rei de Paris”

:.

(Foto: Luís Duarte/FMP)

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x